BLOWit


Por vezes perde-se a noção de quantas bebidas são demasiadas, e é com essa questão fraturante que nasce a BLOWit: uma empresa que cria máquinas que permitem fazer um teste de álcool semelhante a soprar no balão, dando indicação sobre o nível de álcool, e se o utilizador está apto a conduzir, ou não.

 

Além da inequívoca utilidade cívica e social, estas máquinas reservam ainda um espaço publicitário na parte superior e são facilmente customizadas para se adequarem à imagem de qualquer marca.

 

 

O que é/qual é o negócio? 

A BLOW it constrói, instala e gere estruturas, em forma de mupi, de máquinas automáticas de testes de álcool operadas através de moeda. Instalamos em bares, restaurantes, casinos, discotecas e parques de estacionamento, não tem custo para os proprietários e ainda proporcionamos um rendimento extra para além do serviço ao cliente. O teste nos pontos BLOW it custa um euro e para além deste serviço os estas estruturas possuem um ecrã informativo sobre segurança rodoviária onde também passa publicidade. 

 

De onde nasceu?

Nasceu em Lisboa, mais precisamente no 2º ano de licenciatura em Gestão no ISCTE. A primeira ideia surgiu quando o João nas suas férias foi parado numa operação stop e acusou acima do permitido, nesse dia deu-lhe um click. E porque não haver testes à porta das discotecas? Começamos por desenvolver equipas móveis à porta das discotecas e no bairro alto, e logo vimos que não passaria de um part-time. Aproveitando a nossa presença no ISCTE falamos com vários professores que nos ajudaram muito a moldar e a tornar o projeto um negócio escalável e desenvolvemos protótipos que se adequassem aos interesses dos proprietários dos espaços e das marcas potenciais patrocinadoras. Hoje temos o nosso 4º, que acredito ser o final, e será instalado no parque de estacionamento da Praça Camões. 

Missão?

Reduzir a sinistralidade rodoviária derivada do consumo de álcool.


Financiamento?

O primeiro protótipo foi com capitais próprios e apoio de um parceiro tecnológico que também é investidor. As novas estruturas foram com reinvestimento.


Promoção?

O nosso parceiro também nos dá apoio criativo e marketing. Estamos presentes nas redes sociais mas o nosso foco são as nossas estruturas. As nossas ações de marketing funcionam muito à volta do ponto de venda e na própria máquina. Se elas não forem apelativas simplesmente não vendem.


Onde esperam chegar?

Cobertura nacional numa primeira fase. Depois disso até onde nos for possível, temos alguns países europeus que fazem sentido, ou têm legislação favorável ou é um problema social.

Como lidaram com a incerteza inicial?

Acreditamos sempre que o produto era, ou neste caso, seria um fit para o cliente. Fomos gerindo um misto de paciência e crença ao longo do tempo. Com incerteza lidamos todos os dias.

Vosso maior trunfo? Ingrediente secreto?

Diria que é a equipa.


O que sugerem a quem começa?

Paciência e não desistir. Muitas ideias por vezes não são assim tão brilhantes, mas a persistência dos fundadores transforma-as em projetos de sucesso.


Qual o melhor conselho profissional que já recebeu?

Não esperes que as coisas aconteçam, ou fazes tu ou fazes tu.

 

Mais informações em blowit.pt.

 

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Noções teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio​

Saber mais

Agenda

Eventos na área do empreendedorismo

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais