CogusBox


Quando Fernando Castro, de 29 anos, assistia a uma formação sobre cogumelos na Escola de Hotelaria e Turismo do Fundão estava longe de imaginar que o que ouvia se tornaria num hobby e ainda mais longe de pensar que daí nasceria um negócio.

Qual é o negócio?
A CogusBox é um kit de produção de cogumelos que transforma desperdício em comida saudável e deliciosa.

De onde nasceu?
A ideia da CogusBox surgiu como resposta à falta de um produto de trato fácil e adequado ao espaço e tempo que as pessoas não têm atualmente. Numa formação sobre cogumelos na EHTF (Escola de Hotelaria e Turismo do Fundão), falou-se um pouco acerca do cultivo e este tópico despertou-me bastante interesse: poder ter cogumelos frescos em casa era coisa que não sabia possível. Comprei um bloco de produção, de seguida comprei o inóculo (“semente”), para produzir os meus blocos e depois comecei a produzir o inóculo. O hobby começou a tomar cada vez mais tempo e espaço, até decidir materializar este interesse no meu próprio emprego.

Missão?
A ideia da Cogus é desmistificar e democratizar o cultivo de cogumelos; quero provar com este produto que comer bem não tem de ser caro, gourmet nem percorrer milhares de km e que qualquer pessoa, desde crianças a adultos, pode cultivar cogumelos na bancada da cozinha a um preço acessível.

Financiamento?
A filosofia lean e as técnicas low-tech permitiram que o montante final investido na CogusBox rondasse os 1000€. O dinheiro proveniente da venda de inóculo, formações e consultadoria financiou o arranque que necessitou mais do que os 1000€ iniciais.



Promoção?
Todo o design, vídeos e até o serviço de lojas online (www.shopk.it) são fruto de colaborações de família e amigos que participam ativamente no projeto.

Onde esperam chegar?
A curto prazo, aumentar a produção e limitar o foco da operação.
 A médio, disponibilizar novos produtos micológicos B2B e B2C. 
Mais do que política de contentor, a ideia é recolher localmente e vender localmente. Depois de afinado o modelo, pretendo instalar várias unidades de recolha, produção e distribuição pelo País e, porventura, exportar o modelo; pois se falamos de sustentabilidade económica e ambiental, não faz sentido enviar um produto para o outro lado do Mundo, com os custos que isso acarreta.

Como lidaram com a incerteza inicial?
A falta de experiência e de preparação foi o maior entrave. Foi um curso de empreendorismo na UBI e do apoio que tive do GAAPI - Gabinete de Apoio a Projetos e Investigação que me deu algumas bases para começar a fazer o plano de negócios, etc., apesar de não ter sido aluno daquela instituição.

Mais informações em cogusbox.com

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do empreendedorismo

Saber mais