Empreendedorismo

PopJob


O PopJob é um projeto na área do Trabalho Pontual, focado na missão de melhorar a comunicação entre quem contrata e quem é contratado, através da criação de uma plataforma de uso comum.

 

 

O que é/qual é o negócio?

O PopJob é um Marketplace que junta numa só plataforma Recrutadores ("Poppers") e Trabalhadores ("Jobbers") no âmbito dos Trabalhos Pontuais Não Especializados, como hospedeira/promotor, guias, driversvalet parking,babysitting, etc.). É uma Startup portuguesa e está "em aceleração" na Fabrica de Startups, uma das principais aceleradoras privadas de Startups em Portugal. Uma espécie de Linkedin para Trabalhos Pontuais.

 

De onde nasceu?

Um dia, o Francisco Varela Cid teve a ideia de criar uma plataforma para os jovens se candidatarem a Trabalhos Pontuais de hospedeira e promotor (Trabalhos Pontuais Não-Especializados). Desafiou o Zé Catalão e, complementando algumas ideias, começaram a desenvolver o PopJob. Desde aí, a equipa tem vindo a aumentar, nomeadamente com a entrada de especialistas em design e programação informática.

 

Missão?
Hoje a missão do PopJob é mais do que ter uma plataforma onde se publicam oportunidades de trabalho pontual. Queremos democratizar o acesso dos jovens a estes trabalhos proporcionando-lhes uma plataforma online para o efeito. Queremos com isto ajudar a potenciar o Emprego Jovem.

Para além disso, queremos permitir às entidades recrutadoras pouparem tempo ao gerir melhor a sua rede de trabalhadores, podendo dedicar-se a outras tarefas, ao mesmo tempo que mantêm um contacto mais próximo e interativo com os jovens.

 

Financiamento?
Tem sido tudo financiado com capitais próprios.

 

Promoção?
Usamos muito as redes sociais para canalizar os utilizadores para a nossa plataforma (www.pop-job.com). Fazemos ainda ações nas Universidades e distribuição de flyers em alguns eventos relacionados.

 

Onde esperam chegar?
Ser a referência em Portugal como Marketplace de Trabalhos Pontuais Não-Especializados, ter uma presença muito relevante na Europa e, acima de tudo, ser uma base forte para os jovens alcançarem a sua independência financeira.

 

Como lidaram com a incerteza inicial?

Fizemos muito brainstorming, pedimos muitos conselhos a pessoas de confiança e participámos em concursos para colocarmos as ideias iniciais à prova e melhorarmos com quem tem experiência.

Depois de termos tido uma avaliação que achámos ingrata no concurso de Startups da Junior Achievement, fomos repescados e ficámos em 2º lugar! Para além do prémio previsto, acabámos por ganhar incubação na Fábrica de Startups, uma das principais aceleradoras privadas de Startups do país. Foi uma boa imersão no mundo do empreendedorismo.

 

Vosso maior trunfo? Ingrediente secreto?

Conhecemos de muito perto as necessidades dos nossos clientes "Jobber", porque também já passámos pelas mesmas dificuldades e agora queremos resolvê-las. Do lado das empresas, também temos fortes ligações que nos ajudam a conhecer muito bem o cliente "Popper".

 

O que sugerem a quem começa?

Tão ou mais importante do que a ideia, é a Equipa! Achamos que essencial que só sejam incluídas na equipa empreendedora pessoas que (i) demonstrem estar mesmo apaixonadas pelo projeto, (ii) tenham competências complementares (de preferência) e (iii) estejam dispostas a correr riscos e a abdicar de (muito!) tempo livre em detrimento do projeto.

 

Qual o melhor conselho profissional que já receberam?

Deve-se evitar ao máximo oferecer ao nosso cliente aquilo que achamos que ele precisa. Temos de lhe oferecer o que ele diz que precisa. E a melhor forma de o saber é falar com ele.

 

Mais informações em pop-job.com.

 

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Noções teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio​

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do empreendedorismo

Saber mais