Empreendedorismo

Como abrir um Centro de Estética


As clínicas e centros de estética levam a cabo atividades de reparação, prevenção e educação para uma vida com maior qualidade.

 

Sendo uma oportunidade de negócio com crescimento contínuo todos os anos, torna-se uma opção muito apetecível para muitos indivíduos que resolvem iniciar um empreendimento. Mas o que precisa mesmo de saber para abrir uma clínica ou centros de estética?

 

 

Clínica de Estética ou Centro de Estética

A diferença entre clínicas de estética e centros de estética pode ser imensa, dado que a Legislação de Saúde exige da primeira a existência de médicos no estabelecimento, atuando como responsáveis técnicos. Por outro lado, o centro estético terá mais facilidade de licenciamento e em atuar sem a presença de um médico.

 

Serviços

Determine rigorosamente os serviços que pretende oferecer no seu espaço, dado que muitos deles poderão requerer licenciamentos e legislação mais apertadas, e outros mais flexível. Considere e decida que serviços quer oferecer entre os vários tipos de depilação a cera, fotodepilação, depilação a laser, aromaterapia, massagens, tratamentos cosméticos, tratamentos eletroestéticos, limpezas de pele, drenagem linfática, cirurgias estéticas, entre outros.

 

 

Plano de Negócios

Desenvolva um plano de negócios com especial enfoque nas informações sobre: filosofia de projeto (o que é, missão, a quem se dirige, etc.), análise de concorrência, projeções de lucro e orçamento, área de atuação (mercado de luxo, low cost ou outro), pessoal, requisitos.

 

 

Licenciamento

O Decreto-Lei nº 279/2009 de 6 de outubro é o principal documento que rege o licenciamento de unidades privadas de saúde. Atualmente, o regime de licenciamento está bastante simplificado, e que passa pelo registo na ERS (Entidade Reguladora da Saúde) e numa licença emitida pela ARS (Administração Regional de Saúde). Todas as clínicas ou consultórios médicos são ainda obrigados a disponibilizar livro de reclamações.

 

 

Legislação

Os requisitos mínimos de organização e funcionamento bem como as especificações técnicas para o exercício da atividade de clínicas regem-se pela Portaria nº 287/2012 de 20 de setembro.

 

 

Seguros

Qualquer tipo de negócio tem riscos associados, e em todas as atividades profissionais é obrigatório um Seguro de Acidentes de Trabalho. Adicionalmente, e em perfil facultativo, poderá também querer adotar um Seguro de Responsabilidade Civil Profissional, para que possa gozar de alguma proteção contra eventuais danos que se possam causar a terceiros no âmbito do seu negócio.

 

 

Despesas de Investimento

Pode considerar-se que entre os custos médios de investimento inicial devem contar-se:

- Imóvel (prateleiras, cadeiras, mesas, secretárias, armários, balcão de receção);

- Equipamentos profissionais (marquesas, lasers, mantas térmicas, aparelho de sucção e vácuo, etc);

- Equipamentos informáticos (computador, impressora, scanner);

- Contratação de serviços (comunicações, eletricidade, contabilidade, limpeza);

- Contratação de empregados;

- Documentação, legalização e licenciamento da empresa.

 

 

Custos Fixos

Tomando ainda o exemplo de um consultório com dois gabinetes, estima-se que os gastos médios mensais fixos do mesmo se situem entre os 5.000 e os 6.000 euros, incluíndo:

- Salários;

- Renda de loja;

- Pagamento de empréstimo (se for o caso);

- Consumíveis (água, luz, internet, telefone);

- Limpeza;

- Contabilidade;

- Manutenção de equipamento.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Como abrir uma clínica

Como abrir um cabeleireiro

 

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais