Empreendedorismo

Como atrair Clientes Online


Agora que os tempos não são favoráveis ao financiamento, os negócios online ganham nova vida. Mas antes de se determinar o orçamento disponível ou a tecnologia a usar, importa ter respostas a quatro simples questões por forma a melhor escolher que tipo de página criar, as soluções técnicas que melhor se adequem ao negocio e quanto tudo isso vai custar.


 
1. O que procuram os clientes?

Um dos erros mais comuns dos empreendedores é olharem para os seus negócios com os seus próprios olhos e não com os olhos dos clientes. Por isso, e para não se ser mais um a aumentar essa longa lista, o melhor será falar com clientes que já se tenha, amigos, familiares, todo o feedback é útil no sentido de perceber que tipo de necessidade pode o negócio do empreendedor preencher. Depois de toda a informação compilada, comece-se a construir a página por aí.


 
2. Qual o modelo de negócio por detrás da página?

Seja produto ou serviço a razão da venda, é sempre necessário que a página a criar tenha óptimas funcionalidades em termos de vendas e encomendas. Estes dois pontos são fundamentais. Mas há outros que também são interessantes: vender publicidade na página, cobrar por conteúdos exclusivos, cobrar uma anuidade/mensalidade que dá direito a descontos, enfim, a imaginação é o limite. A ideia é perceber-se como se pode ganhar dinheiro com a página criada.

 

3. Como atrair clientes para a página?

Para se poder ganhar dinheiro com uma página o mais importante é ter pessoas que a visitem. O que significa que o primeiro passo é perceber quantas visitas são necessárias para que investimento seja viável mas também para que possa atingir as suas metas de vendas. O passo seguinte é saber quanto custa toda esta operação, ou seja, quanto custam os esforços de marketing para dar a conhecer ao mundo o negócio online. Número base: uma página de comércio online básica converte 2% a 5% de visitas em vendas. Pesquisa, muita, e contas simples: quantas visitas e quanto custa atraí-las.


 
4. Quanto da venda (e do negócio) está dependente da página?

Uma página de comércio online tem várias funcionalidades e funções. Parte dele serve apenas o intuito exclusivo da venda, outra parte a do serviço ao cliente, outra poderá servir o conteúdo, outra ainda estará dedicada à promoção, por exemplo. O ponto é simples: antes de se construir uma página importa perceber qual dos componentes melhor serve os intuitos dos clientes e quanto custa o seu desenvolvimento técnico.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

10 Leis de Marketing nos Social Media

Onde Vender Online

 

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais