Como escrever uma carta de demissão


Quando finalmente encontra o trabalho de sonho, seja numa outra empresa ou num projeto pessoal, você terá de tomar uma decisão bastante importante na sua vida: deixar o emprego atual. Este passo raramente é simples e escrever uma carta de demissão é certamente um elemento fundamental, contudo, é igualmente fulcral ter atenção para não tornar este documento num desabafo ou numa mensagem que irá destruir a relação com a sua equipa atual, afinal, o mundo dá muitas voltas e você nunca sabe até que ponto a equipa poderá vir a fazer novamente parte do seu percurso pessoal e profissional.


Data programada para a saída

Para além de indicar que vai abandonar o seu local atual de trabalho é preciso que afirme em que dia irão terminar os seus serviços, de modo a que a sua chefia possa fazer os ajustes necessários.


Seja claro e conciso

Apesar dos seus prováveis muitos motivos, não se esqueça de ser claro na sua decisão. De igual modo, não se alargue pois trata-se de um documento oficial de resignação e não um relatório sobre os motivos que o levam a tomar a decisão.


Os motivos devem ficar à porta

O desejo de trabalho em outra área ou de se aventurar no seu próprio projeto podem ser os motivos que o levam a abandonar a empresa atual, contudo, isto de nada interessa a quem vai ler a sua carta. Motivos à parte, a empresa irá perder um funcionário e explicar o porquê raramente é uma boa ideia. Deixe esta informação somente se for questionado por ela.


Evite falar mal da empresa

Colegas pouco amistosos e ou chefias abusivas podem ser motivos de revolta mas deve sempre evitar este tipo de comentários na sua carta. À semelhança do “porquê”, falar do que de mal acontece na empresa raramente interessa, para além de o deixar mal visto perante as suas chefias. Quem sabe os problemas se deviam a elementos nunca discutidos consigo ou outras causas sensíveis.


Não seja emotivo

Mais uma vez, o quão triste está com a situação não deve fazer parte do documento. Esta é informação que poderá partilhar eventualmente com a equipa cara-a-cara mas não algo que adicione à sua carta de demissão por uma simples razão - mostra falta de profissionalismo. Ao revelar as suas emoções de nostalgia irá transmitir a ideia de que esta foi uma decisão emocional e não racional. Evite frases que comecem por “eu sinto” ou “eu acho.


Seja educado, não queime as suas relações profissionais e saiba seguir em frente da melhor forma. Siga estas dicas, adicione algumas que tenha adquirido com a sua experiência e não se esqueça de rever o português, assim como algum comentário mais impróprio que tenha escapado nos primeiros rascunhos.


ARTIGOS RELACIONADOS:

Startups que pode começar enquanto permanece no seu trabalho atual

Como construir uma carreira enquanto Nómada Digital

Como ser um freelancer bem sucedido


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais