Empreendedorismo

Como criar uma empresa de Apoio Domiciliário


É tema comum e muitas vezes em agenda, o do envelhecimento da população. A par da baixa natalidade esta questão tem-se tornado numa preocupação de todos, especialmente a população mais idosa que necessita de cuidados, ou os seus familiares que têm de os providenciar.

 

A serem certas as previsões do Instituto Nacional de Estatística, que apontam para um rácio de 3 idosos para cada jovem, o envelhecimento da população é um tema com várias implicações. Uma delas passa pelas opções que as famílias têm para cuidar dos seus idosos. O que tem vindo a abrir uma necessidade de mercado nesse sentido. Os negócios de apoio domiciliário tem vindo a crescer e são cada vez mais os empreendedores interessados nesta área.

 

O que é o apoio domiciliário?
Segundo o Despacho Normativo 62/99 de 12 de novembro de 1999, é a "prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio a indivíduos e famílias quando, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não possam assegurar, temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e ou as atividades da vida diária."
 
O apoio domiciliário possibilita ainda o acompanhamento das tarefas diárias de um idoso, como a sua higiene pessoal, limpeza da casa ou a sua alimentação, gerando uma maior qualidade de vida no conforto do próprio lar.
 


Quem pode prestar esse apoio?
 O apoio ao domicílio pode ser prestado por instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e/ou outras entidades privadas. Todas elas têm como objetivo o apoio nas diversas situações de instabilidade, exclusão ou carência humana.
 


Quais as condições para criar uma empresa de serviços de apoio domiciliário?

• Ser pessoa singular ou coletiva responsável pela empresa
• Ser idóneo e ter uma equipa técnica qualificada
• Ter situação regularizada na Segurança Social
• Possuir um diretor técnico com formação técnica e académica no âmbito das ciências sociais e humanas ou ciências da saúde
• Possuir pessoal técnico, ajudantes familiares e outro, adequados aos serviços prestados
• Instalações e equipamentos adequados.

 

Quais os serviços prestados?
Há um grande leque de serviços que podem ser prestados por este tipo de empresas:
Enfermagem
Fisioterapia
Médico ao Domicílio
Cuidados Paliativos
Reabilitação
Terapia da Fala
Assistência noturna
Limpeza doméstica
Engomadoria
Cuidados de higiene e conforto
Acompanhamento
Preparação de refeições
Entretenimento
Ginástica geriátrica
Terapia Ocupacional
Cuidados Materno-Infantis
Farmácia ao domicílio
 
Importante: os serviços de apoio domiciliário devem prestar apoio contínuo durante 24 horas, todos os dias, e auxílio em caso de emergencia.
 
 

Quais os recursos humanos necessários?

    Um diretor técnico,

    Um técnico de serviço social para 60 utentes;

    Um ajudante familiar por cada 6 utentes;

    Um cozinheiro;

    Um ajudante de cozinheiro por cada 30 utentes;

    Um trabalhador auxiliar por cada 30 utentes;

    Um motorista;

    Um administrativo, quando se justifique.

 

Contactos úteis
seg-social.pt
portaldocidadao.pt
empresanahora.pt

 

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais