Cuidados a ter quando despede alguém da sua família


Ter na sua empresa um familiar pode ser bastante vantajoso. Para além de conseguir comunicar de forma mais direta com ele do que com a maioria dos outros membros da equipa, um familiar encontra-se normalmente mais aberto a críticas e a melhoramento, por exemplo. No entanto, seja por motivos financeiros ou profissionais, pode acontecer que um dia tenha de deixar este familiar ir, algo normalmente complicado especialmente a nível emocional. Porém, existem alguns aspectos que pode ter em atenção se deseja manter uma boa relação com este familiar.


Ajude na transição

Antes de dar a notícia, tente encontrar outra posição na empresa para a qual o seu familiar tenha mais aptidão. Se não for possível, tente encontrar outra empresa que esteja interessada em receber este novo membro ou, em último caso, não se esqueça de redigir uma boa carta de recomendação, de modo a facilitar a procura de um novo emprego. Para além disto, pode sempre ajudá-lo pessoalmente, auxiliando-o na elaboração de um currículo ou no preenchimento do seu perfil do LinkedIn.


Mostre empatia

Ainda que outrora esta tenha sido uma boa aquisição, a verdade é que chegou a hora dos vossos caminhos profissionais se separarem. Talvez você tenha optado por trabalho remoto e o seu familiar não consiga trabalhar fora de um escritório. É importante perceber que esta situação não é ideal para nenhum de vocês e que é normal haver um distanciamento durante algum tempo. Pode também optar por pedir ao familiar que exteriorize o que está a sentir no momento ou garantir-lhe que o ajudará nos seguintes passos.


Não seja duro

Provavelmente a sua tendência será a de detalhar tudo o que de errado aconteceu, e o que o levou a tomar esta decisão, mas na realidade o seu familiar certamente terá ideia do que está por detrás do seu despedimento. Não aponte o dedo e refira o que de melhor ele deu à empresa. No final de contas, ele possuirá certamente qualidades, e mencioná-las pode ajudar na transição.


Amigos, amigos, negócios à parte

Este ditado pode ser antigo mas continua a ser aplicável mesmo hoje em dia. Mais do que um motivo pessoal, você foi certamente levado por algo que o seu familiar fez em seio profissional e é fulcral deixar isso bem claro. Pode existir uma breve separação mas não deixe de salientar que esta decisão vem em benefício da empresa e não para o prejudicar pessoalmente.


Não se leve pelo medo do confronto e tenha a certeza que esta é a única opção. Mais do que um membro da sua equipa, o familiar é normalmente um amigo e deixá-lo ir nunca é fácil, especialmente quando o desejo não é mútuo. Esteja lá para os passos seguintes e faça o melhor para que a vossa relação não sofra.


OUTROS ARTIGOS:

Como melhorar a sua relação com o cliente

Como trabalhar enquanto viaja pelo mundo - o Nomad Digital


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais