Empreendedorismo

Dicas para Vender a sua Empresa de forma Justa


Vender a empresa é uma das mais populares “estratégias de saída” para os empreendedores. Em alguns casos, não há sucessores para pegar no negócio, noutros fez sempre parte do plano do fundador converter o negócio em lucro. Seja qual for a razão para a venda, há formas certas e erradas de a abordar, e a NOS Empresas dá uma ajuda para que o processo corra da melhor forma possível.

 

Vender na altura certa, pelo motivo certo

A razão mais comum para vender uma empresa é que o negócio se torna ruinoso ou o gestor fica incapacitado de o gerir – ou seja, a pior altura para vender. Além de o stress certamente não ir ajudar ao processo de venda – e ele vai existir, garantimos – corre sempre o risco de o comprador usar tudo isso contra si. Não espere até esses momentos críticos. O momento certo para vender é quando está saudável e o negócio está a correr minimamente bem também. O que significa então vender pela razão certa? Pense no exemplo de quando muda de casa: quando a está a vender, não diz que a casa é demasiado pequena, mas que por exemplo procura algo mais próximo do seu trabalho, por exemplo. No caso do negócio, há sempre razões mais apelativas que pode apresentar – como o facto de querer perseguir uma nova oportunidade profissional ou um estilo de vida diferente (ex: reforma).

 

Seja claro sobre o que está realmente a vender

Antes de vender a sua empresa é necessário ter bem cientes as valências do negócio. Determine quais as valências físicas e outras que está a vender – vender uma empresa envolve elementos como o goodwill, marcas registadas ou listas de clientes por exemplo, além e itens físicos.

 

Determine com exatidão quanto vale a Empresa

De um modo geral, uma coisa vale aquilo que o mercado está disposto a pagar por ela. No entanto, determinar o preço correto para a sua empresa é essencial. Há diversos métodos para atingir um número-base, desde aquelas baseadas ativos àquelas baseadas em projeções de lucro. O ideal é combinar métodos, avaliando o mercado atual, tendências económicas e levando em conta as vendas de negócios semelhantes que tenha conhecimento. Não descarte uma avaliação profissional que pode ser determinante – além de ser mais correta é vista como uma certificação mais fiável e favorável pelos potenciais compradores.

 

Tenha a “casa” em ordem

Quando está a vender a sua empresa tem de ser especialmente cuidadoso para não deixar as coisas degenerar demasiado. Na verdade, é a altura certa para fazer um esforço extra e deixar as melhores condições possíveis ao próximo gestor. Mantenha os livros de finanças em dia, bem como o inventário.

 

Admita ajuda profissional

Além da ajuda de um avaliador profissional, considere a possibilidade de pedir ainda mais ajuda para que tudo seja levado a cabo da melhor forma possível. Pense também se a ajuda de um corretor não será bem-vinda (em termos de encontrar e lidar com possíveis interessados na compra) ou também um advogado (para que possa redigir os documentos necessários à passagem legal do testemunho).

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Como valorizar a sua Empresa

Cash Flow

 

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Notícias

Eventos e notícias na área do empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais