Empreendedorismo

Como escrever um Call to Action eficaz


Todos os websites deveriam ter um call to action, ou seja, chamadas de atenção que levem os visitantes a realizar ações (sejam elas preencher um formulário de contatos, subscrever a newsletter, fazer download de uma aplicação, entre outras). Essas chamadas podem ser botões, links em textos ou imagens, nos quais deseja que o utilizador clique. Mas como encorajar os utilizadores a agir?

1- Estabeleça as bases
O utilizador tem que reconhecer a sua necessidade antes de estar disposto a dar o próximo passo. Para que as pessoas ajam, é necessário que você apresente o problema e o produto que será a sua solução. Comunique os benefícios que o utilizador terá ao completar a call to action. Tome como exemplo o serviço VoIP do Skype. Imediatamente acima do seu call to action (um botão de download), é apresentado o seguinte texto: "Faça chamadas a partir do seu computador - gratuito para utilizadores Skype e mais económico para telefones e telemóveis em todo o mundo". O Skype demonstra, claramente, os benefícios do download da aplicação.

2- Ofereça Extras
Por vezes terá que "dourar" o negócio para encorajar os utilizadores a completarem a call to action. Os incentivos podem ir desde descontos, participações numa competição ou free gifts. Barak Obama utilizou esta técnica durante a sua campanha de recolha de fundos: por cada doação de 30 dólares, recebia gratuitamente uma t-shirt.

3- Crie um número reduzido e distinto de ações
E importante que seja conciso nas suas call to action. Lembre-se que quanto mais variedade apresenta ao comprador, menor é a probabilidade de compra. Ao limitar o número de escolha, o utilizador terá que reduzir também a quantidade de esforço mental. Indique exatamente o que você quer que ele faça e como. Use, por exemplo, “receba aqui o seu eBook” ou “faça seu registo” ao invés de um simples “clique aqui” ou “contato”.

4- Crie urgência
Uma call to action tem que ser clara e especificar aquilo que quer que os seus utilizadores façam. Terá que incluir palavras dinâmicas que encorajem os utilizadores a agir, como:
  • Ligue
  • Compre
  • Registe-se
  • Subscreva
  • Doe
Para criar o sentido de urgência e a necessidade de agir rapidamente, estes verbos podem ser combinados em frases como:
  • "A oferta expira a 31 de março"
  • "Oferta válida durante o fim-de-semana da Páscoa"
  • "Encomende agora e receba um free gift"
Atente ao exemplo do ZON Videoclube e às ofertas exclusivas do período Páscoa: ao adquirir um filme de animação, paga uma vez e poderá ver e rever quantas vezes quiser.

5- Descubra o posicionamento correto Outro fator de relevo é a posição na página do seu call to action. Coloque a chamada numa posição que favoreça a visualização. É importante deixar uma chamada visível sem que o utilizador tenha que fazer scroll. Idealmente deverá estar colocado no cimo da página.

6- Utilize espaço "em branco" Não só importa o posicionamento do seu call to action como também o espaço à sua volta. Quanto maior o espaço à volta do call to action, mais atenção vai despertar. Rodear o seu call to action com conteúdos será preenchê-lo de ""barulho"" desnecessário.

7- Jogue com as cores Utilizar cor é uma forma eficaz de chamar a atenção para os elementos, especialmente se o resto do site tem uma palete limitada. É importante usar as cores pela emoção que comportam. O cor-de-laranja e o verde costumam ser associado a sentimentos positivos. Vale a pena informar-se sobre as teorias das cores.

8- Utilize números Os números são uma excelente forma de desambiguar a sua oferta: são específicos e criam expectativas corretas. É uma das melhores formas de evidenciar os benefícios da ação: diz ao utilizador precisamente o que vão obter. O call to action do serviço 4iPRO da ZON é um bom exemplo:

9 - Não se esqueça das convenções da Internet Mantenha os links sublinhados e/ou com uma cor diferente do resto do texto. No caso dos botões certifique-se que utiliza um efeito 3D para dar a aparência de "clicável". Tudo terá que funcionar como link: textos, imagens ou botões.

10 - O pós call to action Por fim, pense no que acontece depois de um utilizador responder ao seu call to action. O restante processo necessita de ser tão cuidadoso quanto o próprio call to action. Se for necessário que os utilizadores forneçam dados pessoais, resista à tentação de lhes pedir informação desnecessária.

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Inspirações

Livros, filmes, séries e jogos para inspirar o seu negócio

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais