Empreendedorismo

Fazer Franchising ou Negócio Próprio?


HTML Editor - Full Version

O António decidiu que quer abrir um negócio. Todavia, e porque não tem toda a capacitação profissional necessária e se sente inseguro, está na dúvida sobre que caminho escolher: deverá apostar num negócio próprio ou no franchising?

 

Existem vários fatores que poderão indicar-lhe a resposta mais adequada para o seu caso.

 

Risco
Se é audaz e destemido e não gosta de dar satisfações, o franchising não é adequado para si – o negócio próprio oferece mais autonomia e possibilidades no sentido em que não tem de responder perante ninguém. Por outro lado, o risco é bastante superior. Se não se sente completamente preparado para iniciar o seu negócio, dirigir uma unidade de franchise pode ser o melhor começo. No caso do franchising, e porque tem estabelecida uma base de clientes e um conjunto de produtos conhecidos, o risco é muito menor.

 

Liberdade de ação
Um dos grandes pontos fortes do franchising é oferecer apoio e formação por parte do proprietário, o que por si só já reduz muito os riscos inerentes à abertura de um novo negócio. Assim, não precisa de contar com planeamento, mapeamento de despesas, pesquisa de mercado para avaliar viabilidade do negócio num determinado local ou divulgação da marca. Porque falamos de uma marca estabelecida, podemos contar também com uma sólida penetração de mercado. Contudo, não deve esquecer-se que, por se tratar de um negócio já enquadrado e padronizado nas várias unidades de franchising, isto acaba por limitar o espaço para mudanças no modelo de negócios quando estas são necessárias.

 

Investimento inicial
Apostar no franchising requer uma aposta pesada em investimento, já que a infraestrutura do negócio é pré-definida e o lançamento de uma nova unidade deve ser alvo de publicidade. Por oposição, no negócio próprio o investimento é totalmente determinado por si – que máquinas comprar, que decoração de loja usar, etc. Também a não esquecer é o pagamento de taxas mensais de exploração de marca ou a título de royalties – quanto mais conhecida for a marca, maior é a taxa.

 

Negociação do Contrato
O retorno do negócio está diretamente relacionado com a estrutura de custos, pelo que se recomenda que esta familiarizado com o do franchising pelo qual está interessado. Algumas chamadas de atenção importantes para:
- Investimento: verifique o que gastará na taxa de franchising, formação, montagem da loja, stock e working capital;
- Concorrência: quem é? Quais os preços praticados? Que vantagens oferece o seu produto em relação ao deles?
- Royalties: como será feita a cobrança? Estão embutidos nos produtos e nas compras?
- Publicidade: quais são os meios disponíveis? A cobrança é dividida proporcionalmente?

 

Expectativas
É importante ter uma noção clara das expectativas para a unidade de franchising, uma vez que terá de reportar o desempenho da sua loja/estação durante todo o ano. Se a sua performance não estiver de acordo com o que era esperado, o contrato de concessão pode ser cancelado. Averigue também o que é possível acontecer se desejar desistir ou abandonar o negócio, já que em vários casos não terá direito ao reembolso do capital investido.

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais