Escolha o presente de natal perfeito para o seu cliente


Independentemente da religião ou do país onde se encontra, o Natal é um evento importante e celebrado por quase todo o mundo. Por essa razão, esta pode ser a oportunidade perfeita para mostrar a sua gratidão e amizade para com os seus clientes. No entanto, a ideia da “lembrança” está cada vez mais em desuso e as pessoas têm tendência a julgar, e até mesmo ressentir, presentes que não se identificam com os seus gostos ou necessidades. Aprenda a escolher o presente de natal perfeito para o seu cliente!

1. Utilidade
Existem imensos presentes “típicos” de natal que apesar de funcionarem há algumas décadas, são considerados “lixo” atualmente. Calendários, agendas, e inclusivamente canetas, são objetos que se tornaram algo inútil para a maioria dos empreendedores - cujos preferem organizar o seu plano de trabalho num programa de computador ou numa app para smartphone. Prendas como estas podem levar o cliente a ter uma má impressão sua, por isso, pense nas conversas e nos encontros que já teve com cada cliente para encontrar a prenda ideal. O cliente tem vários relógios de pulso e mostrou interesse neste tipo de objeto? Talvez um relógio de edição limitada possa ser o presente por que ele menos espera, mas certamente será um que irá apreciar!

2. 
Neutralidade
É normal termos mais afinidade com o cliente A do que com o cliente B. Devido a experiências passadas, personalidades semelhantes ou gostos ou comum, é difícil não haver clientes com os quais tem uma melhor relação, aspecto que o levará a comprar melhores presentes. Contudo, tenha cuidado. É frequente que entre conversas, onde você não está presente, os clientes acabem por descobrir o que o resto recebeu e será bastante inconveniente se um receber um presente barato e relativamente inútil enquanto o outro foi presenteado com o último relógio daquela marca que todos gabam! Tal como acontece com os filhos, ainda que existam preferidos, todos devem ser tratados da mesma forma.

3. Diversificidade
Neutralidade não significa que deve dar o mesmo presente a todos. Dentro do mesmo orçamento existem certamente objetos diferentes que interessam mais a certos clientes do que a outros. Para além disso, pode personalizar a mensagem que acompanha o presente. Imagine que o seu cliente foi pai ou mãe recentemente. Aproveite a prenda para o/a congratular, por exemplo.

4. Preocupe-se com o antes e o depois
Verifique sempre que o nome e a morada do seu cliente estão corretos, afinal, não será agradável descobrir que a encomenda não chegou ao seu destino. Depois de alguns dias, aproveite e ligue ao cliente para lhe dar as boas festas de um modo mais pessoal. Ele entenderá que o primeiro gesto não foi apenas uma mera burocracia que você teve de resolver, mas sim um ato de cuidado e preocupação.

Encare esta como uma oportunidade de descobrir mais sobre os seus clientes e para aproximar as vossas relações mas nunca se esqueça que, no final, esta pode ser a sua melhor estratégia de marketing! Boas festas!

ARTIGOS RELACIONADOS:
Como é que a música influencia a compra nas lojas
Como lidar com uma nova equipa

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais