Como prevenir os clientes que não pagam?


Infelizmente, clientes que não pagam ou demoram a pagar é um obstáculo que a maior parte dos empreendedores vai encontrar no seu percurso. A chave para esta situação é aprender a evitar estes constrangimentos, porque, caso contrário, arrisca-se a criar graves consequências para a sua própria empresa.

 

Eis algumas regras que pode e deve seguir para evitar chatices.

 

Organização é palavra de ordem

Pode até não ser o caso, mas em muitas ocasiões, os atrasos ou ausências de pagamento devem-se às dificuldades inerentes ao próprio processo de pagamento. Lembre-se de que uma forma segura, intuitiva e clara de passamentos é meio caminho andado para que o processo não encrave.

 

Preço fixo e previamente combinado

Fixe um preço dos seus produtos e serviços. Um trabalho / serviço com um orçamento que oscila tem mais tendência a não ser pago – porque normalmente acaba por ser mais caro e depois o cliente – que foi otimista – não tem forma de o pagar. Uma margem de valores dá mais hipótese ao cliente de não cumprir o pagamento.

 

Escrito e feito

Se tem um negócio e alguma vez deixou por anotar o acordo por escrito, certamente já terá experienciado o que é um pagamento extremamente desconfortável... ou inexistente. Escreva sempre um documento – tipo caderno de encargos – onde anote tudo o que esteja relacionado com o serviço prestado, desde a data de conclusão prevista, ao preço.

 

Estabeleça prazos de pagamento

Estabelecer uma data fixa para receber os pagamentos – por exemplo, se estiver habituado a verificar se ao dia 10 de cada mês recebeu tudo o que tem de receber dos seus clientes, saberá sempre que alguém estiver em falta, mantendo a contabilidade em ordem.

 

Cobranças e intervenção de advogado

Como imagina, há pessoas e situações para tudo, e mesmo com estas regras, haverá clientes que não pagam – sempre. Neste caso, deve empreender, em primeiro lugar, esforços de cobrança ativos, com lembretes por carta, email, telefone e eventualmente presencialmente. Se mesmo assim o cliente não pagar, está na altura de seguir os meios legais recorrendo a um advogado – coisa que só deve fazer caso já tenha tentado tudo. Esta é uma questão que deve ser muito bem pensada, porque o ato de contratar um advogado não é propriamente barato, e deve pesar cuidadosamente se esta decisão vale mesmo a pena pela quantia que o cliente ficou a dever-lhe.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Como atrair clientes online

Como impressionar clientes que visitam o seu escritório

Qual o poder de Negociação dos Clientes com a Empresa

Como transformar clientes em embaixadores da Marca

 

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais