Empreendedorismo

Como abrir um Bar de Praia


Mar, gargalhadas, refrescos, diversão – estas são palavras que passam imediatamente pela cabeça de empreendedores que desejam abrir um bar de praia.

Todavia, e além de longas horas de trabalho, ausência de férias e atenção a todos os detalhes que surgirão quando o projeto estiver em andamento, é ainda necessário ser muito metódico e determinado na preparação para a abertura do espaço, sendo necessária a máxima atenção desde o planeamento do projeto e efetivação da concessão de exploração, até ao estabelecimento de decisões de gestão, financiamento, entre outras.

Em baixo enumeramos alguns dos pontos mais importantes a levar em conta para quem estiver a considerar concorrer a uma concessão de exploração de um bar de praia.


Candidatura a Concessão de Exploração de Bar de Praia
Normalmente, os concursos para concessão de exploração de um Bar de Praia (já existente) são levados a cabo pelas Câmaras Municipais. Esta é uma oportunidade de apresentar um projeto sólido e com perspetivas de futuro sem ter de obrigar à construção de raíz.
As especificidades das candidaturas variam de acordo com o município, mas de um modo geral é requisitado o envio de Currículo, valores propostos para a exploração e maquete do projeto para o bar. Neste último ponto é importante dar prioridade a planos de negócio e marketing completos (concordantes com as áreas e equipamentos já existentes no bar), por forma a ver o seu projeto valorizado.


Plano de Negócios
Desenvolva um plano de negócios com especial enfoque nas informações sobre: filosofia de projeto (o que é, missão, a quem se dirige, etc.), análise de concorrência, relações públicas e marketing, projeções de lucro e orçamento, obras necessárias, perfil de gestão.


Plano de Marketing
Desenvolva um plano de Marketing tendo como objetivo máximo a conquista de clientes e a promoção do negócio e do que este tem a oferecer. A incluir no plano: análise diagnóstico, análise SWOT, definição de objetivos, opções estratégicas, marketing-mix e plano financeiro.


Licenciamento
Decreto-Lei n.º 48/2011 de 1 de Abril – Licenciamento Zero. Este decreto-lei surge no âmbito do Simplex e vem eliminar os pedidos de licenças, autorizações, vistorias e condicionamentos prévios para atividades específicas, substituindo-os por ações sistemáticas de fiscalização a posteriori e mecanismos de responsabilização.

O empreendedor necessita assim apenas de comunicar a abertura do seu negócio e declaração de responsabilidades ao Balcão do Empreendedor via internet ou em qualquer balcão das Lojas da Empresa.


Legislação
Os principais documentos legais a levar em grande conta na atividade de restauração – onde a abertura de um bar se encontra incluída – são os seguintes:
- Lei n.º 60/2007 de 4 de setembro – referente à realização das obras de construção, alteração ou modificação;
- Decreto-Lei n.º 234/2007 de 19 de junho – regime jurídico da instalação e funcionamento dos estabelecimentos de restauração ou de bebidas;
- Decreto Regulamentar n.º 20/2008 de 27 de novembro – requisitos estruturais e funcionais que estabelecimento de restauração deve possuir (cozinhas, copas, instalações sanitárias, entre outras);
- Decreto-Lei n.º 67/98, de 18 de março – define todas as questões relacionadas com a higiene e segurança alimentar.
- Regulamento (CE) n.º 852/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho de 29 de abril de 2004 - referente às regras gerais de higiene dos géneros alimentícios.


Opções de Financiamento
Programa FINICIA
Sociedades de Garantia Mútua


Despesas de Investimento
Imóvel, se não incluído na propriedade (prateleiras, expositores, mesas, bancas);
Equipamentos eletrodomésticos, se não incluídos na propriedade (máquina de café, máquina de sumos, micro-ondas, tostadeira, torradeira);
Equipamentos eletrónicos, se não incluídos na propriedade (alarme, televisão, sistema de som);
Equipamentos de cozinha, se não incluídos na propriedade (pratos, talheres, travessas, caixas, copos, guardanapos, tábuas, frigideiras, panelas);
Instalações, se não incluídos na propriedade (loja);
Contratação de serviços;
Contratação de empregados ;
Documentação, legalização e licenciamento da empresa;


Custos Fixos
Produtos para venda (alimentos e bebida)
Salários
Renda de loja
Pagamento de empréstimo (se for o caso)
Consumíveis (água, luz, internet, telefone)
Contabilidade
Marketing


Recursos humanos
Empregado/a de balcão
Empregado/a de mesa
Cozinheiro/a
Assistente de cozinha
Nadador Salvador (2 por cada 100m de concessão)


Contactos Úteis
Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)
Turismo de Portugal​
Direção-Geral da Empresa
Direção-geral de Saúde
Autoridade para as Condições do Trabalho
Associação para Certificação de Produtos
Codex alimentarius
Direcção-Geral do Consumidor
Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO)

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Inspirações

Livros, filmes, séries e jogos para inspirar o seu negócio

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais