Empreendedorismo

Como abrir uma Oficina


A maioria dos profissionais em mecânica automóvel utiliza as suas habilidades no trabalho para outrem. Todavia, e no contexto difícil e negro que o panorama económico nacional, abrir um negócio por conta própria poderá ser a bonança depois da tempestade.

Este guia compila uma série de informações e elementos de importância crucial na consideração e planeamento dos interessados em abrir uma oficina automóvel.

Plano de Negócios
O plano de negócios é o mapa para o sucesso da sua empresa. Não há necessidade de ser longo ou pomposo, mas sim assertivo, objetivo e relativamente flexível – passível de ser alterado sempre que necessário, em função de alterações de estruturação ou acrescentos.


Escolha de Localização
A escolha da localização da sua oficina não deve ser feita de ânimo leve - deve ter em conta duas variáveis cruciais: o tamanho e o que interessa aos potenciais clientes.

Por norma, as oficinas localizadas em zonas residenciais são mais pequenas, estando mais direcionadas para serviços rápidos (mecânica, eletricidade, pneus, etc).

Por outro lado, as oficinas que optam por localizações menos centrais podem usufruir de mais espaço (interior e exterior), e são mais indicadas para as especialidades de carroçaria, pintura ou multiespecialidades. Adicionalmente, nestes casos é sempre positivo provisionar também serviços de reboque e desempanagem para rentabilizar o negócio.


Delinear os serviços prestados
Uma vez definido e esqueleto e conceito do projeto da oficina, é importante delinear os serviços específicos que vai prestar, especialmente se se tratar de um negócio de pequena dimensão, com menos trabalhadores e menos investimento.

Se o alvo for uma oficina com várias especialidades, deve garantir todos os recursos humanos e físicos necessários ao seu funcionamento autónomo. No caso de uma oficina especializada, deve focar-se atentamente na exímia competência no seu trabalho, podendo manter, por exemplo acesso a outros serviços por meio de acordos ou protocolos com outros espaços.

Os mercados de nicho são também e cada vez mais uma opção a considerar (ex. diesel, tuning).

Exemplos de serviços prestados
Amortecedores
Ar condicionado
Baterias
Chapa e Pintura
Diagnóstico
Direção e Suspensão
Eletricidade e Eletrónica
Escovas de limpa-vidros
Filtragem
Lavagem
Motor
Óleo
Panela de escape
Pneus
Reparação para-brisas
Revisões e check-ups
Serviço de motociclos
Serviço de Pesados
Transmissões
Travagem
Velas


Licenciamento / Legislação
- Decreto-Lei nº 555/99 de 16 de dezembro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 26/2010, de 30 de Março, que estabelece o Regime Jurídico de Urbanização e Edificação (RJUE) e que se aplica à realização de qualquer obra.
- Decreto-Lei nº 259/2007 de 17 de julho, que estabelece o regime a que está sujeita a prestação de serviços cujo funcionamento pode envolver riscos para a saúde e segurança das pessoas.
- Portaria n.º 791/07, de 23 de julho, que indica os estabelecimentos abrangidos pelo regime de declaração instituído pelo Decreto -Lei n.º 259/2007, de 17 de Julho.
- Decreto-lei 220/2008, de 12 de novembro. Estabelece o regime jurídico da segurança contra incêndios em edifício
- Decreto-Lei n.º 48/2011 de 1 de abril – Licenciamento Zero. Este decreto-lei surge no âmbito do Simplex e vem eliminar os pedidos de licenças, autorizações, vistorias e condicionamentos prévios para atividades específicas, substituindo -os por ações sistemáticas de fiscalização a posteriori e mecanismos de responsabilização.

NOTA:
Compete às câmaras municipais a verificação do Regime Jurídico da Urbanização e da Edificação (RJUE), aprovado pelo Decreto -Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, com a redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 26/2010, de 30 de Março.

Compete às autoridades de saúde a verificação dos requisitos no âmbito da defesa da saúde pública previstas no Decreto -Lei n.º 336/93, de 29 de Setembro.

O licenciamento ou declaração prévia da construção, é requerido á Câmara Municipal, e terá que respeitar todas as normas legais e os respetivos regulamentos.


Seguro
Segundo a informação fornecida pelo Instituto de Seguros de Portugal, no que respeita ao ramo da mecânica, existem os seguintes seguros obrigatórios relacionados com a atividade:

Seguro contra Acidente de Trabalho – Trabalhador
Responsabilidade Civil


Despesas de Investimento
Imóvel
Instalações
Equipamentos
Contratação de serviços
Contratação de empregados
Documentação
Legalização da empresa



Custos Fixos
Salários
Renda
Pagamento de empréstimo (se for o caso)
Consumíveis (água, luz, internet, telefone)
Material de reparação
Peças
Contabilidade
Marketing


Financiamento
Apoios e Incentivos públicos ou comunitários – QREN, IEFP, IAPMEI
Empréstimos bancários
Leasing
Microcrédito
Sociedades de Garantia Mútua



Recursos humanos
Chefe de Armazém de Peças
Chefe de Mecânicos / Carroçaria
Fornecedor de Peças
Mecânicos de Automóveis
Pintor de Automóveis
Rececionista de Oficina
Reparador de carroçarias (bate-chapas)
Responsável de Serviços Técnicos


Contactos Úteis
A Comunicação
AP Magazine Revue
Direção Geral da Empresa
Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho
Revue Fleet Magazine
Revista dos Pneus​

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Inspirações

Livros, filmes, séries e jogos para inspirar o seu negócio

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais