Como o recurso ao crowdfunding na Suíça irá influenciar o resto da Europa


Crowdfunding é provavelmente uma das melhores formas de conseguir investimento ao mesmo tempo que percebe qual a procura do seu produto, tem a oportunidade de aumentar a presença da sua marca, e angaria clientes fiéis logo num ponto de partida.


O porquê do crowdfunding estar a ganhar terreno

Se ainda não conhece, este método consiste em usar sites como o Kickstart que lhe permitem criar uma campanha e especificar um objetivo monetário concreto que gostaria de ver concretizado. Criada a campanha, está na altura de espalhar pelas redes sociais. Em troca de investimento, por parte de qualquer pessoa que se interesse pela sua ideia, você terá de preparar alguns prémios, que podem ir desde adicionar o nome da pessoa a uma lista de agradecimentos, a enviar o produto assim que terminado.


Muito utilizadas em países como os Estados Unidos da América, na Europa ainda existem poucas campanhas de crowdfunding especialmente pela variedade de possibilidades de investimento como os business angels e os vários projetos europeus de apoio às empresas, contudo, isto pode estar prestes a mudar e a Suíça é um bom indicativo disso mesmo.


Algumas das razões que levaram ao aumento do crowdfunding, segundo um artigo da Enterpreneur, é o facto de muitos profissionais terem a sensação que muitos dos concursos estão “viciados”, optando sempre por um determinado tipo de empresa, deixando de lado as mais vulneráveis ou com menos meios.


Por outro lado, e contrariamente às formas tradicionais de investimento, até a empresa mais pequena, ainda em fase inicial, tem acesso a um investimento certo e de certa forma do montante que esta julgar ideal, não tendo de negociar o valor com o qual terá de trabalhar. Isto permite maior liberdade monetária, assim como criativa. Com isto, existem vários exemplos de empresas ignoradas pelos métodos tradicionais e que graças ao apoio do crowdfunding foram capazes de ir mais longe do que muitas outras empresas contemporâneas.


Uma outra questão levantada é o facto de parte do retorno financeiro ser dirigido para a entidade investidora, algo que não acontece no crowdfunding. Mesmo que tenha de investir nos prémios para os melhores investidores, estes serão sempre num valor inferior àquele que teria de perder tradicionalmente.


Após a Suíça, o resto da Europa deverá seguir

Tendo em conta as inúmeras vantagens do crowdfunding e ao aumento substancial do número de empresas a candidatarem-se aos vários projetos de investimento, não é de estranhar que a tendência de formular uma estratégia crowdfunding se torne parte da norma bastante em breve. Em 2016 as plataformas suíças conseguiram angariar mais de 100 milhões de euros, valor triplicado o ano passado segundo o Swissinfo.


Este método mais democratizado permite às empresas financiarem o seu primeiro produto, podendo posteriormente ser usado para angariar fundos para novas ideias, ao mesmo tempo que permitem criar uma relação pessoal com os clientes mesmo numa fase inicial. Conforme a dificuldade em conseguir financiamento aumentar, mais empresas terão como única opção plataformas como o Kickstarter, capazes ainda de chegar a clientes e interessados não somente nacionais como internacionais!


Ainda que seja possível que não consiga atingir o seu objetivo, falhando a campanha e terminando sem qualquer fundo, em várias situações esta pode ser uma opção a ter em conta especialmente se a sua empresa ainda é nova e depende ainda muito do investimento externo que consegue alcançar.


ARTIGOS RELACIONADOS:

Construa a sua campanha de crowdfunding perfeita

A importância do Crowdfunding para Startups


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias e Eventos

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais