Facebook: As razões para continuar a usá-lo como ferramenta de marketing


Após o escândalo do Cambridge Analytica e do declínio contínuo do Facebook, muitos utilizadores abandonaram a rede social, preferindo outras como o Twitter e o Instagram. Contudo, a maioria das empresas permaneceu conectada e isso acontece porque enquanto ferramenta de marketing, o Facebook continua na liderança.


Alcance

O mito de que o Facebook só partilha o conteúdo de determinada página com algumas pessoas é em certa parte verdade, contudo, isto acontece porque a maioria das pessoas segue a página mas depois não se conecta com ela - gostos, partilhas, comentários - levando o algoritmo a perceber que aquela pessoa em especial não tem interesse na página, logo não envia o conteúdo. Isto significa que o conteúdo que partilha é enviado para os seus verdadeiros seguidores, podendo chegar a centenas ou a milhares de pessoas em apenas alguns minutos, algo que supera qualquer outra rede social.


Anúncios especializados

Contrariamente ao que acontece com outras redes sociais, o Facebook permite-lhe escolher qual o público que deseja alcançar, determinando-o pela idade, sexo, habilitações, entre outros dados a que você tem acesso legal. Deste modo, um mesmo produto pode ter dois anúncios, um para um público mais jovem e outro para um público mais sénior, por exemplo.


Preferido dos Millennials para cima

O Instagram está a tornar-se num feroz oponente do Facebook, porém, esta rede social é principalmente utilizada pela Geração Z e por parte dos Millennials. Isto significa que se o seu público-alvo tem mais de 30 anos, a probabilidade é de que ele use mais o Facebook que qualquer outra rede.


Sentido de pertença

O Facebook permite que o utilizador comente, goste e partilhe o conteúdo, levando-o para grupos e para os seus perfis onde pode discutir imagens e vídeos com amigos e desconhecidos que possuem os mesmos interesses. Este sentido de comunidade e pertença em Portugal continua muito vinculado ao Facebook, tornando-o numa ferramenta importante e que deve ser avaliada cuidadosamente.


Antes de descartar o Facebook por completo, analise bem as suas vantagens e desvantagens, concluindo se de facto não será uma boa ideia deixá-lo como parte importante da sua estratégia de marketing.


ARTIGOS RELACIONADOS:

Saiba porque é que as empresas se recusam a abandonar o Facebook

O Facebook Live está a tornar-se numa ferramenta indispensável


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias e Eventos

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais