A entrada da NOS em África materializou-se com uma expansão para Angola e Moçambique através de uma joint-venture detida em 30% pela NOS e em 70% pela SOCIP – Sociedade de Investimentos e Participações, S.A. (100% controlada pela Senhora Engª Isabel dos Santos), com o objetivo de desenvolver uma oferta de TV por Subscrição por satélite. A NOS deu assim o primeiro passo de uma estratégia mais ampla de desenvolvimento de operações no continente Africano.

A NOS alavancou a sua posição de liderança na produção e distribuição de conteúdos em Portugal, através da venda para o mercado Angolano e Moçambicano dos canais produzidos por si, bem como de canais produzidos por joint-ventures. O enfoque é colocado na força da quantidade de canais em Português, conteúdo HD e funcionalidades inovadoras da set top box.

A ZAP está a apresentar um desenvolvimento muito positivo, com uma forte adesão por parte dos clientes, tendo alcançado a liderança do mercado de TV por Subscrição em 2014, e sucessivamente ampliado essa liderança nos exercícios seguintes. Recentemente, lançou uma oferta de TV e Internet sobre fibra ótica (FttH) em Luanda e o seu primeiro complexo de cinemas.