Dicas para quem tem dificuldade em falar ao telemóvel ou telefone


Ainda que atualmente continue a ser uma das formas mais eficazes de comunicação, os telefonemas estão aos poucos a tornar-se menos frequentes. O facto é que para a maioria dos jovens empreendedores (millennials), um e-mail é mais cómodo, permitindo ao receptor ler quando lhe for conveniente, angariar toda a informação necessária para responder da melhor forma, e evitar que este perca a sua concentração em determinada tarefa - podendo priorizar a sua resposta a determinada mensagem.


Este último factor criou uma geração de pessoas que têm dificuldade em sentir-se à vontade para fazer um telefonema, problema acentuado pelo cada vez maior número de profissionais que sofre com ansiedade. Felizmente, existem alguns truques que o podem ajudar a lidar melhor com a necessidade quase inevitável de ter de fazer chamadas especialmente a indivíduos com os quais não está familiarizado.


Tirar notas é fundamental

Antes de uma entrevista, o jornalista prepara-se ao escrever as perguntas ou os pontos principais num papel. Você pode e deve fazer o mesmo. Anote quais os problemas que deseja abordar e os comentários a fazer. Delineie uma conversa desde o que irá dizer assim que a chamada for atendida até ao modo como se irá despedir. Mesmo que acabe por mudar o diálogo, devido à própria fluidez da conversa, criar este documento irá ajudá-lo a sentir-se confiante.


Escolha a hora certa

A hora típica de almoço e jantar, pela manhã ou pela noite, são alturas do dia que deve evitar. Pior do que incomodar alguém no seu trabalho, é fazê-lo enquanto descansam. Perceba qual o horário do outro e ligue numa altura em que seja mais apropriada, levando-o a ter maior disposição para falar consigo calmamente.


Deixar o outro à vontade e criar empatia

Perguntar se aquele é um bom momento para conversar é uma excelente forma de demonstrar que respeita o tempo do outro, ao mesmo tempo que não o deseja incomodar mas sim iniciar uma conversa produtiva e até descontraída.


Seja direto e sucinto

Ter as suas notas será também útil neste ponto. Tempo é precioso (time is money) e ir direto ao assunto é quase sempre fundamental. Explique a razão de ligar e o que pretende da outra pessoa. Tente ao máximo que o número de perguntas à sua mensagem seja reduzido.


Incentive o diálogo

Se a sua mensagem for longa, tente fazer breves pausas para perguntar se está tudo a ser claro, por exemplo. Ou, em alternativa, construa uma mensagem repartida, dando espaço e tempo ao outro para responder nem que seja com um simples “sim”. Monólogos longos irão fazer com que a outra pessoa perca o interesse rapidamente ou acabe involuntariamente por se distrair. Um bom exemplo disto é quando ao falar com alguém percebe que esta está a escrever no computador. Ainda que isto possa não significar nada, pois alguns profissionais são bons em concentrarem-se em duas coisas ao mesmo, normalmente isto significa que a mensagem é demasiado simples e vaga, ou que você está a falar há demasiado tempo.


Um telefonema é perfeito para tratar de assuntos urgentes ou delicados, assim como para criar relações mais íntimas entre as pessoas, algo fundamental no mundo do empreendedorismo. Ultrapasse os seus receios e não fuja das chamadas que irão definir o seu próprio trabalho e seus resultados.


OUTROS ARTIGOS:

Erros que deve evitar quando anuncia más notícias

Como se organizar mesmo se for naturalmente desorganizado


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais