Empreendedorismo: O que deve saber antes de começar um negócio de família


Embarcar com um familiar ou amigo como parceiro de negócio pode parecer uma boa ideia, mas a verdade é que a relação pode tornar as coisas difíceis. Eis as 10 questões que deve colocar antes de avançar.


LEIA TAMBÉM: Formulário de Satisfação: Os principais cuidados a ter em conta


Estamos a fazê-lo pelas mesmas razões?

Seja específico nos seus objetivos. Se quer expandir o negócio e eventualmente vendê-lo, ou construir algo para passar ao longo da família? Se não mantiverem os mesmos objetivos para o negócio, terão dificuldade em organizar planos ou chegar a consensos nas decisões maiores.


O que é que esta pessoa traz à empresa?

Não deixe que a relação e a proximidade ditem a qualificação de alguém para determinada função. Pense nas credenciais e nível de compromisso que esperaria de qualquer pessoa a quem está a dar um papel chave na empresa. Pode ajudar escrever uma descrição de funções com requisitos e compará-la com as experiências do familiar/amigo.


Deve oferecer uma participação no capital da empresa?

Não só é importante saber se o seu parceiro acrescenta valor à empresa antes de partilhar a sua posse, mas deve também pesar a possibilidade de lhe oferecer uma participação que poderá aumentar com o tempo.


O que vai acontecer quando não concordarem?

Resolver conflitos com amigos e familiares pode ser particularmente desafiante, justamente por haver sentimentos envolvidos nas decisões do negócio. Tente deslindar uma forma de se manter profissional e isolar os sentimentos do processo de decisão, focando-se na objetividade dos resultados.


A vossa tolerância de risco está sincronizada?

Não obstante a ligação afetiva que possam manter, dois familiares ou amigos podem pensar de forma bem diferente sobre atividades de risco. Um irmão mais velho que tenha assistido aos pais a arriscarem com sucesso talvez tenha mais tendência a arriscar do que um irmão mais novo e cauteloso. Determine a sincronia adjacente a decisões vitais, como sejam o lançamento de produtos ou a aposta em novos meios de publicidade. Enquanto a discussão é saudável e prolífera, é recomendável que as contendas não sejam demasiado constantes.


Quais serão os vossos papéis?

Num estudo que analisou mais de 500 negócios familiares, descobriu-se que aqueles que tiveram maior sucesso discriminaram o papel de cada pessoa na empresa de forma clara e direta.


Como manter as vidas pessoal e profissional separadas?

Quando se trabalha com amigos ou familiares, a linhas pessoais e profissionais estão destinadas a confundir-se. Estabeleça regras: não discuta trabalho durante refeições e reuniões familiares, e não fale sobre questões pessoais no horário de trabalho.


Como avaliar esta pessoa?

Quando envolvidas num projeto ou negócio, os familiares e amigos têm a tendência de ignorar alguns problemas, “varrendo-os para debaixo do tapete” sem os tentar resolver. Cada um tem de se responsabilizar, e se for demasiado difícil fazer circular feedback dada a natureza da relação, tem sempre a possibilidade de contactar uma terceira entidade para as avaliações.


Se o projeto não funcionar, o que fazer?

Não é raro que, a certo ponto da vida, deseje mudar de carreira, mas a partir do momento em que está envolvido num negócio com um amigo ou familiar, o constrangimento e medo de danificar a relação pessoal pode falar mais alto. Antes de convidar alguém para ser o seu parceiro, considere a hipótese da saída de ambos – como se lidará com o capital da parte que sai? Quem assumirá as responsabilidades do ex-parceiro?


Qual será o plano de sucessão?

Mesmo que ambos decidam não abandonar o barco, seja qual for o cenário, é necessário pensar em sucessão, uma questão largamente negligenciada em empresas familiares por levantar questões morais ou desagradáveis. Todavia, não preparar a sucessão é perigoso e muito semelhante a entrar num avião com um piloto que não aprendeu a aterrar.


LEIA TAMBÉM: Macbook: Dicas para quem quer passar de um Windows para um macOS


Analise bem as suas opções e mesmo que avance com a ideia, tenha o cuidado para não contratar alguém somente porque é da sua família.


Keywords: Negócio de Família, NOS Empresas, CUE, Criar uma Empresa, Empreendedor, Empreendedorismo


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais