Empreendedorismo

Pensar antes de Exportar


 

A exportação é uma das metas a que muitas empresas portuguesas aspiram. Dado que é um processo que requer estudo, conhecimento e ponderação nas decisões, aqui ficam alguns pontos importantes a ter em conta.


Estudo e Pesquisa
É fundamental ter toda a informação possível sobre os seguintes pontos-chave: legislação (perceber se o produto a exportar está de acordo com a lei), mercado (como funciona, concorrência e qual a dimensão) e custos (custo da operação e custos dos produtos).

 

Público-alvo
Dado que se fala de países diferentes, exportar um produto terá de estar em linha com os hábitos de consumo e a procura de mercado inerentes. Quem são? Como funcionam? Quem é o público-alvo? Quem vai comprar o produto?

 

Ações
Quem são as entidades oficiais nos países a exportar que podem ajudar na operação? Associações de comércio portuguesas? Missões comerciais oficiais do governo português, feiras de indústria ligadas ao produto que vende? O importante é estar presente e procurar informação disponível.

 

Vendas
O que é mais vantajoso: fazer diretamente a venda do produto com o cliente nos países para onde se exporta ou contratar empresas especializadas nessa área, traders, distribuidores, representantes? Algumas destas decisões implicam custos, pelo que é necessário ter isso em conta na elaboração do plano de negócios.

 

Produto
Vender um produto para outro país significa que ele tem de cumprir com as normas legais. É necessário certificar-se que isso é cumprido sob pena de se arruinar uma operação e perder bastante dinheiro. Além disso, pode ser necessário fazer alterações no produto para que este seja bem recebido no mercado.

 

Preço
Dado que a operação de exportação comporta custos, o preço terá de sofrer alterações – contam-se aqui o valor dos seguros, transporte, embalagem, custos de operações bancárias, taxas e comissões (no caso de haver). Os restantes custos dependem do país para onde se exporta.

 

Pagamento
Esta é uma área fulcral e delicada. É muito importante que as formas de pagamento sejam bem negociadas e analisadas. As cartas de créditos são a forma mais comum, uma vez que permite que o exportador possa receber o pagamento antecipado ou contra entrega de mercadoria.

 

Equipa
Pode parecer um requisito lógico, mas a verdade é que uma das principais razões para as PME portuguesas não obterem o desenvolvimento desejado quando exportam é a falta de recursos humanos qualificados – particularmente na área do marketing e vendas.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Internacionalização

Como preparar a Internacionalização da Empresa

 

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais