Empreendedorismo

Qual o tipo de sociedade comercial mais adequado para o seu negócio


Um dos primeiros passos no desenvolvimento do seu negócio é a determinação do tipo de empresa que irá criar. Sendo que a legislação nos oferece pelo menos sete possibilidades, como devemos decidir que tipo de empresa criar?

Abaixo deixamos algumas diretrizes e exemplos.

 


EMPRESAS SINGULARES

 

- Empresário em Nome Individual
A empresa que tem o estatuto jurídico de Empresário em Nome Individual é titulada por uma única pessoa. Este tipo de empresa é indicada para negócios que exijam investimentos reduzidos e de baixo risco, podendo desenvolver a sua atividade em setores como o comercial, industrial, de serviços ou agrícola. Alguns exemplos que podemos destacar como indicados para este tipo de empresas são a criação de aplicações móveis, web design, negócios a partir de casa, pequenas lojas, organização de eventos, serviços de aconselhamento entre outros.

 

- Sociedade Unipessoal por Quotas
É uma espécie de interseção entre o Empresário em Nome Individual e a Sociedade por Quotas: tem os privilégios de uma sociedade mas mantém um titular individual, sendo indicada para negócios de investimento reduzido mas de risco ligeiramente maior que o Empresário em Nome Individual. Algumas áreas de negócios de risco mais elevado incluem obras, lojas de aluguer (vídeo, jogos, roupa, etc), restauração.

 


EMPRESAS COLETIVAS

 

- Sociedade por Quotas
O tipo societário mais utilizado por corresponder à estrutura típica da pequena e média empresa. Sociedade indicada para empresários que desejem partilhar o controlo e a gestão da empresa com um ou mais sócios, especialmente quando não dominam competências necessários à condução do negócio, e que queiram começar com pouco investimento.

 

- Sociedade Anónima
A sociedade anónima é sobretudo indicada para empresas com volumes de negócios de considerável dimensão que necessitem de garantir financiamentos de alguma envergadura para crescer. A abrangência da atividade das Sociedades Anónimas é muito vasta, mas destacamos alguns exemplos: grupo media nacional (Cofina, Media Capital), grupo bancário (CGD), empresas de franchise.

- Sociedade em Nome Coletivo
Os sócios respondem de uma forma ilimitada e subsidiária perante a empresa e solidariamente, entre si, perante os credores.

 

- Sociedade em Comandita
Opção indicada quando os empresários procuram uma modalidade de negócio mista, onde os sócios poderão ter diferentes graus de responsabilidade – limitada ou ilimitada.

 

- Cooperativas
O Código Cooperativo prevê como ramos do setor cooperativo: consumo, comercialização, agricultura, pescas, crédito, habitação e construção, produção operária, artesanato, cultura, serviços, ensino e solidariedade social.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Sociedade Anónima

Sociedade por Quotas

Cooperativa

Empresário em Nome Individual

 

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais