Videovigilância: Como escolher o melhor sistema para o seu negócio


Se possui uma loja física ou até um escritório particular, é natural que pense na sua segurança quando se encontra ausente. As câmaras de vigilância são indispensáveis mas a variedade é grande e nem sempre é fácil perceber qual o sistema que mais se adequa às suas necessidades - descubra o Videovigilância Cloud. Estas são algumas das características que deve ter em mente na hora de escolher, garantindo que investe no que vale a pena.


LEIA TAMBÉM: Cibersegurança: Como comprar online com segurança


Instalação simples ou complexa

Um dos primeiros elementos que deve analisar é a facilidade ou complexidade do sistema de vigilância. Enquanto alguns modelos requerem uma equipa de especialistas para montar e usar, outros podem ser manuseados por si sem grande explicação extra, bastando um livro de instruções.


Investimento disponível

O segundo passo, depois de escolhido o tipo de instalação é refletir sobre o investimento que pode direcionar para um sistema de vigilância. Um orçamento mais pequeno pode ser a única opção que tem mas este tipo de compra está também associada a uma proteção diminuída e a prejuízos altos caso acabe de facto atacado. Se vive numa zona sossegada e a perda dos produtos não se traduz em milhares ou milhões de euros deitados fora, então um sistema em conta é algo aconselhável para pequenas empresas. No entanto, o ideal é sempre investir o máximo possível em qualidade.


Qual a resolução de imagem

Como acontece nas câmaras de smartphone ou nas profissionais, é importante saber qual o tipo de resolução pretendida. Tem como objetivo vigiar apenas a ação em geral? Se entra uma pessoa ou se partem algo dentro da loja? Ou deseja uma imagem com qualidade suficiente para ver nitidamente a cara das pessoas?


Regravação ou armazenamento

Enquanto alguns sistemas gravam os dias em cima uns dos outros, existem serviços que permitem o armazenamento a longo prazo de todo o conteúdo audiovisual captado. Aqui as opções variam entre um disco rígido e até a cloud, algo mais popular nos dias atuais, permitindo-lhe ver e rever tudo a partir de qualquer lado, inclusivamente do seu smartphone.


Número mínimo de câmaras

Se possui um espaço pequeno, talvez este fique assegurado com uma só câmara, porém, deve medir a área que quer vigiar e calcular qual o número de dispositivos essenciais. Esta reflexão irá também ajudá-lo a decidir entre câmara tradicionais ou de 360º, por exemplo.


Quais os extras de que precisa

Visão nocturna, habilidade de tirar fotografias, alertas via smartphone, tudo isto são extras que deve analisar com cuidado para perceber quais os que considera indispensáveis. 


LEIA TAMBÉM: Cibersegurança: A informação mais desejada pelos hackers

Estude bem os modelos mais recentes de sistemas de vigilância para investir em algo duradouro e que se mantenha atualizado nos próximos anos. Lembre-se que um serviço barato pode servir apenas para lhe dar um falso sentido de segurança, deixando com prejuízos na hora em que deveria funcionar.


Keywords: Videovigilância, NOS Empresas, CUE, Criar uma Empresa, Empreendedor, Empreendedorismo


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais