Youtube proíbe monetização de conteúdo negacionista

Depois de eliminar mais de nove mil contas responsáveis pela propagação de notícias falsas, o Youtube prepara-se para voltar ao ataque, desta vez focando-se no conteúdo negacionista no que diz respeito às alterações climáticas

13 de outubro de 2021


O combate às fake news continua bastante aceso, em especial no que toca a grandes redes sociais como o Facebook e o Twitter. Seguindo esse objetivo, o Youtube anunciou o bloqueio da monetização de canais que partilhem conteúdo que negue as alterações climáticas, um dos problemas mais graves vividos pela população mundial. Esta é uma ação que vem depois da plataforma ter eliminado 9000 contas que partilharam informações falsas durante as eleições dos EUA.


A mudança, colocada em movimento pelas marcas que começaram a apresentar as suas queixas à plataforma, irá abranger tópicos como o afirmar que as alterações climáticas são uma farsa ou um esquema para fazer dinheiro, bem como insinuar que as ações do Homem em nada afetam este fenómeno.


A nova regra entra em vigor em novembro e ao lado do Youtube estarão especialistas, incluindo profissionais que trabalham com as Nações Unidas, de modo a garantir que é apanhado o maior número possível de canais. Em comunicado, a equipa responsável pelo Google Ads confirmou: “Como acontece no que diz respeito a outras políticas, iremos usar uma combinação de ferramentas automatizadas e análise humana para reforçar esta polícia”.


HÁ MAIS EM NÓS:



Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais