03 de maio de 2022

INVESTIMENTO DA NOS NO PRIMEIRO TRIMESTRE AUMENTOU 44,9% PARA 143,3 MILHÕES DE EUROS


  • Resultado líquido atinge 41,1 milhões de euros
  • Serviços de comunicações atingem 10,393 milhões, com adições líquidas de 88 mil no trimestre
  • No primeiro trimestre o número de serviços móveis aumentou 74 mil para 5,424 milhões
  • Clientes de TV aumentam para 1,648 milhões
  • Receitas de comunicações crescem 9% para 365,8 milhões de euros face ao 1T21
  • Receitas consolidadas aumentam 10,6% para 373,4 milhões de euros face período homólogo de 2021
  • EBITDA consolidado cresce 4,8% para 159,4 milhões de euros face ao 1T21

Partilhar





Mensagem do CEO


NOS resultados 1T2022

Nos primeiros três meses do ano, a NOS entregou resultados robustos, crescendo em número de clientes em todas as áreas de negócio, aumentando significativamente o número de serviços que hoje presta aos seus clientes, e crescendo em receitas e em resultado líquido.

Vivemos tempos desafiantes, com os efeitos da pandemia ainda a fazerem-se sentir, e com a pressão que o conflito na Ucrânia tem provocado, mas isso não nos desviou do nosso trajeto. Continuamos a trabalhar na expansão das nossas redes, na diversificação da nossa oferta e na melhoria da experiência de cliente.

O trimestre fica marcado pelo contínuo aumento do investimento da NOS, em grande parte direcionado para a implementação do 5G, tecnologia que ambicionamos liderar desde o primeiro momento, e para a expansão continuada da nossa rede Gigabit, a qual já chega a mais de 5,1 milhões de lares em todo o país.

A atividade de Cinemas e Audiovisuais continua a recuperar progressivamente, embora ainda com efeitos das restrições impostas nas primeiras semanas do ano.

A sustentabilidade financeira da NOS permite-nos, cada vez mais, focar a nossa atenção em iniciativas que ajudem a minimizar o impacto ambiental da nossa atividade. Exemplo disso é a campanha que permite compensar a compra de equipamentos por parte dos nossos clientes, com reflorestação de zonas do País devastadas pelos incêndios.

Em termos de diversidade, a NOS formalizou o objetivo de ter, em 2030, 40% dos seus cargos de gestão liderados por mulheres, contribuindo, assim, para uma maior igualdade de género, não apenas na empresa, mas também da sociedade.

Os compromissos ESG estão, igualmente, presentes na emissão de dívida verde efetuada já este ano e que está indexada ao rigoroso cumprimento de objetivos de sustentabilidade ambiental.

Miguel Almeida



Quadro Resumo – Destaques 1T2022


Resultados 1T2022_quadro


LIDERANÇA TECNOLÓGICA IMPULSIONA CRESCIMENTO DO NÚMERO DE CLIENTES DA NOS


No primeiro trimestre de 2022, a NOS voltou a registar um forte crescimento no número de serviços que presta aos portugueses. No final de março, a NOS disponibilizava mais de 10,393 milhões de serviços, tendo adicionado mais 88 mil serviços nos primeiros três meses do ano. O número de serviços aumentou 5% face ao período homólogo de 2021.

Todas as áreas de telecomunicações contribuíram para este crescimento, em especial o segmento móvel, que registou um aumento de subscritores, entre janeiro e março, de 74 mil totalizando 5,424 milhões, dos quais 62% pós-pagos. O número de subscritores móveis cresceu 8,6% quando comparado com o número verificado um ano antes.

No final do primeiro trimestre deste ano, a NOS prestava 1,65 milhões de serviços de televisão paga, e cerca de 1,5 milhões de serviços de internet de banda larga fixa. Os serviços convergentes, cada vez mais valorizados pelos clientes, contabilizavam no final de março, 5,319 milhões. Este valor corresponde a 65,1% da base de clientes de acesso fixo, percentagem que compara com 62,9% verificados um ano antes.

No período em análise, a NOS acentuou o seu ritmo de investimento, nomeadamente na rápida implementação da rede 5G, onde é cada vez mais clara a sua liderança. Face ao potencial transformador desta tecnologia, a NOS está apostada em tornar o acesso à mesma universal para todos os portugueses, e para isso oferece gratuitamente aos seus clientes a utilização da rede 5G até ao final de setembro de 2022.

Este investimento foi igualmente expressivo no alargamento da rede Gibabit fixa da NOS, que chegou, no final do trimestre, a 5,165 milhões. Durante este período a NOS levou o seu serviço de última geração a mais 41 mil lares, permitindo que cada vez mais famílias possam ter acesso a serviços de comunicações de última geração.

Durante este trimestre, a NOS reforçou o compromisso em disponibilizar produtos e serviços que respondam às necessidades do dia a dia das famílias. Numa parceria estratégica com a Securitas Portugal, a NOS entrou no mercado da segurança, lançando a mais inovadora solução para casas e pequenas empresas: o Alarme Inteligente NOS | Securitas.

No segmento empresarial, a NOS reforçou a sua relevância enquanto acelerador da transformação digital. No final de março, a empresa contava com 1,581 milhões de serviços empresariais, mais 52 mil serviços do que no final do período homólogo de 2021. A NOS assume-se cada vez mais como one-stop-shop para as empresas e instituições nacionais, permitindo o acesso, em condições únicas, a um conjunto de serviços de IT que incluem, além do suporte, a oferta de soluções de Cloud e de SaaS, suportadas em parcerias estratégicas com empresas como a Cisco, Microsoft ou Amazon Web Services.

Na área de entretenimento, este primeiro trimestre ficou marcado pelo regresso lento, mas progressivo dos portugueses ao cinema. A NOS Cinemas vendeu 987,6 mil bilhetes, valor que compara com 15,9 mil vendidos no mesmo período de 2021. Apesar do aumento no número de espectadores, este é inferior ao último trimestre de 2021, devido às restrições impostas nas primeiras semanas do ano, que tiveram forte impacto no mês de janeiro.

AUMENTO DAS RECEITAS IMPULSIONADO PELO FORTE DESEMPENHO DO NEGÓCIO TELCO E RECUPERAÇÃO DOS CINEMAS E AUDIOVISUAIS


Nos primeiros três meses deste ano, os resultados da NOS mantiveram a recuperação já sentida nos últimos trimestres do ano passado. As receitas consolidadas da NOS registaram um crescimento de 10,6% e atingiram 373,4 milhões de euros, consolidando a trajetória positiva de crescimento. As receitas de telecomunicações apresentaram uma evolução positiva de 9% para 365,8 milhões de euros.

A área de Cinemas e Audiovisuais contribuiu também para um incremento das receitas consolidadas, ao apresentar uma evolução positiva de 71,1% para 16,6 milhões de euros.

O EBITDA consolidado atingiu 159,4 milhões de euros, um aumento de 4,8% face ao período homólogo de 2021. O bom desempenho das telecomunicações e a retoma da atividade de exibição cinematográfica impulsionaram o crescimento dos resultados operacionais da companhia. O EBITDA da área de telecomunicações evoluiu 4,3% para 149,6 milhões de euros, enquanto a área de Cinema e Audiovisuais cresceu 13,1% para 9,8 milhões de euros.

O Resultado Líquido Consolidado aumentou 34,6% face ao primeiro trimestre de 2021, situando-se em 41,1 milhões de euros.

Nos três primeiros meses do ano a NOS manteve o ritmo de investimento, depois de em 2021 ter atingido o seu investimento recorde. O Capex Total do Grupo, excluindo contratos de leasing, aumentou 37% para 131,4 milhões de euros. O Capex Total aumentou, neste trimestre face ao período homólogo, 44,9% para 143,3 milhões de euros.

No final do período em análise, a Dívida Financeira Líquida situou-se nos 1.031 milhões de euros, representando 1,96x o EBITDA após leasings, ligeiramente abaixo do objetivo da NOS de 2x Dívida Financeira Líquida/EBITDA após pagamento de leasings, apresentando uma estrutura sólida e conservadora.

REFORÇO DO COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE


A NOS é hoje uma empresa europeia de telecomunicações de referência na generalidade dos parâmetros que medem o grau de compromisso e de execução dos objetivos de sustentabilidade, económica, financeira e social, bem como o seu envolvimento com os objetivos do desenvolvimento sustentável e de combate às alterações climáticas.

Neste primeiro trimestre, esse compromisso foi reforçado com a emissão de 300 milhões de linhas financeiras sustentáveis, incluindo Green Bonds e programas de papel comercial. Após esta emissão, a NOS conta com mais de 40% da sua dívida ligada a indicadores e objetivos de sustentabilidade.

A NOS assumiu ainda o compromisso de compensar voluntariamente as emissões efetuadas pelos equipamentos que vende aos seus clientes, e por cada equipamento vendido, a NOS plantará uma árvore, num programa de reflorestação das áreas ardidas em Portugal, sobretudo no interior do País.


Download PDF

Partilhar