03 de março de 2022

NOS REALIZA INVESTIMENTO RECORDE E RECUPERA DESEMPENHO FINANCEIRO


  • Investimento aumenta 49% para 574 milhões de euros
  • Resultado líquido atinge 144,2 milhões de euros, recuperando para o nível pré-pandemia
  • Serviços de comunicações crescem 387 mil, para 10,306 milhões, o maior crescimento dos últimos 5 anos
  • Receitas Consolidadas aumentam 4,6%, para 1.430 milhões de euros
  • EBITDA Consolidado cresce 2,5%, para 618 milhões de euros
  • Reconhecimento internacional pelas boas práticas na defesa do Planeta e na promoção da Diversidade e Inclusão

Partilhar





Mensagem do CEO


NOS realiza investimento recorde e recupera desempenho financeiro

Em 2021, a NOS obteve um desempenho assinalável, cumprindo em absoluto os seus desígnios estratégicos e entregando valor a todos os seus stakeholders, apesar do contexto desafiante.

O crescimento operacional expressivo e os resultados financeiros sustentáveis deixam-nos confiantes e otimistas em relação ao futuro. O nosso sucesso resulta de um foco incansável na experiência do cliente, combinando uma equipa sólida com recursos tecnológicos superiores e com a melhor oferta de conteúdos.

A área de Cinema e Audiovisuais, especialmente impactada desde o início da pandemia, teve também uma evolução muito positiva, apesar das fortes restrições associadas às medidas de segurança implementadas.

O investimento total realizado pela NOS em 2021 atingiu níveis recorde, ultrapassando os 570 milhões de euros. Este investimento permitiu-nos reforçar a liderança na qualidade do serviço móvel, reforçar a capilaridade de serviços Gigabit fixos, estabelecer as condições para uma liderança sustentada no 5G, manter o primeiro lugar no ranking das empresas que mais investem em I&D, e reforçar a nossa aposta na digitalização da sociedade.

2021 fica também marcado pelo estabelecimento de metas ESG ambiciosas, e pela conquista de uma posição cimeira a nível internacional no seu cumprimento. Entidades de enorme credibilidade, reconheceram o valor aportado pela NOS e o seu investimento num futuro mais sustentável.

O compromisso da NOS com o futuro do setor e com o País é firme. A nossa visão e objetivos estratégicos permitirão continuar a entregar valor a todos os nossos clientes, colaboradores, parceiros e acionistas.

Miguel Almeida



Quadro Resumo – Destaques 2021


Resultados


NOS REGISTA FORTE CRESCIMENTO DE SERVIÇOS E RECUPERAÇÃO NA ÁREA DE CINEMAS E AUDIOVISUAIS


2021 foi mais um ano de forte crescimento operacional para a NOS, com reflexo em todos os segmentos de telecomunicações, e com a área de Cinema e Audiovisuais a conquistar uma dinâmica positiva face ao ano anterior.

No final do ano, a NOS prestava mais de 10,3 milhões de serviços, entre os quais 1,65 milhões de serviços de televisão paga; 5,35 milhões de serviços móveis, dos quais mais de 61,5% pós-pagos; e cerca de 1,5 milhões de serviços de internet de banda larga fixa. Os serviços convergentes continuaram a ter um bom acolhimento por parte dos nossos clientes, atingindo 5,23 milhões no final de 2021, e aumentando para 64,4% a penetração destes serviços na base de clientes de acesso fixo.

Vencedora do leilão 5G, com o maior investimento realizado e a maior quantidade de espectro adquirido, a NOS foi o primeiro operador em Portugal a lançar oficialmente o serviço comercial 5G, no dia 26 de novembro. Com o objetivo de promover a experimentação do serviço e tornar o 5G acessível ao maior número de pessoas, a NOS ofereceu a possibilidade de os seus clientes utilizarem gratuitamente a rede 5G até ao final de março de 2022, promoveu descontos de até 150 euros em equipamentos e ofereceu 55GB de dados. O 5G encerra um potencial que não tem paralelo com outras tecnologias existentes e a NOS está apostada em tornar o acesso a esta tecnologia universal a todos os portugueses.

No último ano, a NOS manteve a ambição de fazer crescer a sua rede fixa Gigabit. O número de casas com acesso a redes de maior largura de banda atingiu 5,12 milhões, dos quais mais de metade cobertas com fibra ótica.

No segmento empresarial, a NOS continua a fortalecer a sua presença enquanto motor da transformação digital das empresas e instituições nacionais. No final de 2021, a NOS contava com 1,581 milhões de serviços empresariais, mais 52 mil serviços do que no final do período homólogo de 2020. No último ano, a NOS reforçou a sua proposta de valor em vários domínios, nomeadamente no desenvolvimento e implementação de serviços de IT, com destaque para soluções de Cloud e de SaaS, alavancadas em parcerias estratégicas com a Cisco, a Microsoft ou a Amazon Web Services.

Na área de entretenimento, 2021 marcou a retoma progressiva das vendas de bilheteira de cinema. A NOS Cinemas vendeu 3,451 milhões de bilhetes, mais 49,4% face a 2020. Estes valores são sustentados pelo levantamento gradual das restrições COVID, e pelo regresso dos blockbusters ao grande ecrã, alguns dos quais tinham visto os seus lançamentos repetidamente adiados desde o início da pandemia. O segmento de audiovisuais também beneficiou da retoma da exibição cinematográfica, tendo a NOS distribuído cinco dos 10 filmes mais vistos.

RESULTADOS EM RECUPERAÇÃO DA PANDEMIA


Em 2021, as receitas da NOS registaram um crescimento de 4,6% e atingiram 1.430 milhões de euros, valores que consolidam a trajetória positiva de crescimento e a solidez das operações. De realçar o crescimento registado especificamente neste trimestre em comparação com o homólogo, com as receitas consolidadas a crescerem 8,8%.

As receitas de telecomunicações apresentaram uma evolução positiva de 4,1% para 1.401 milhões de euros. E na área de Cinemas e Audiovisuais, as receitas cresceram 24,6% para 67 milhões de euros.

O EBITDA consolidado atingiu 618 milhões de euros, um crescimento de 2,5% face ao exercício anterior. O bom desempenho das telecomunicações e a retoma da atividade de exibição cinematográfica impulsionaram um crescimento de 6,3% no último trimestre do ano face ao mesmo trimestre de 2020.

O Resultado Líquido Consolidado situou-se em 144 milhões de euros, valor que compara com 92 milhões registados no ano passado, e que supera ligeiramente os registados pré pandemia de 2019.

A NOS reforçou, em 2021, os seus investimentos, em particular na área de comunicações. O Capex Total do Grupo, excluindo contratos de leasing, aumentou 49% e atingiu 574 milhões de euros.

No final do período em análise, a Dívida Financeira Líquida situou-se nos 1.032 milhões de euros, representando 2x o EBITDA Após Leasings, um rácio conservador face às congéneres do setor.

POR UM FUTURO MAIS SUSTENTÁVEL


Em 2021, a NOS reforçou o seu propósito de ser uma referência em matéria de sustentabilidade.

Os objetivos traçados - redução das emissões de gases de estufa nível 1 em 90% até 2030; redução das emissões nível 2 em 80% até 2025; e redução das emissões nível 3 em 30% até 2030 - foram validados pela SBTi – Science Based Targets Initiative, colocando a NOS como uma das seis empresas nacionais com objetivos confirmados por aquela reputada organização.

A NOS viu igualmente reconhecida por outras entidades de referência, a sua performance em termos de boas práticas ambientais. Destaque para o CDP, que manteve a classificação da NOS em A- no combate às alterações climáticas, para a Moody’s ESG, que coloca a NOS na sexta posição de entre 35 empresas do setor a nível europeu, e para a Standard and Poor’s, que classifica a NOS com nível Avançado, acima da média do setor.

No que respeita ao pilar Diversidade e Inclusão, a NOS viu o seu trabalho reconhecido com a participação no “Bloomberg Gender-Equality Index” (GEI) 2022 e com a adesão à Aliança para a Igualdade nas TIC. O nosso compromisso está também materializado na Carta para a Diversidade e Inclusão, e em várias iniciativas desenvolvidas ao longo do ano, como a participação ativa na comunidade Portuguese Women in Tech e a colaboração com o projeto ´Engenheiras Por Um Dia´.


Download PDF

Partilhar