Cinco respostas para simplificar o 5G

Cinco respostas para simplificar o 5G

O 5G está cada vez mais perto, e esta nova geração de rede móvel ainda levanta algumas questões entre os portugueses. O 5G vai ser um avanço exponencial para todas as áreas da sociedade.

24 de novembro 2021

Saiba as respostas às principais dúvidas sobre o 5G.



Já estou pronto para o 5G?


Há três elementos indispensáveis para usufruir da rede 5G. Em primeiro lugar, é necessário ter um telemóvel 5G (ou outro equipamento), isto é, um smartphone que suporte todas as funcionalidades desta nova geração de rede móvel.

Também é preciso ter cobertura 5G. Este é o passo que está prestes a ser dado em Portugal. Num cenário em que a cobertura 5G é uma realidade, se transitar entre zonas que têm e outras que não têm cobertura de 5G, a mudança entre esta e o 4G será automática.

Por último, a NOS vai ter planos competitivos pensados tanto para o utilizador particular, como para as empresas e vai poder escolher tarifários adaptados à sua situação específica.

Estes são todos os requisitos necessários. Não há, por exemplo, qualquer necessidade de trocar o cartão SIM que usa neste momento.



O 5G vai substituir o 4G?


As duas gerações de rede móvel vão conviver, o que significa que os telemóveis sem capacidade de comportar o 5G vão continuar a funcionar na rede 4G — no entanto, não vai conseguir usufruir de todos os benefícios desta nova geração de rede móvel.



Quais os benefícios do 5G?


Em primeiro lugar a velocidade. O 5G é 100 vezes mais rápido do que o 4G e isto significa, na prática, o streaming a 4K e 8K é feito em segundos, sem falhas, com uma qualidade nunca vista e em qualquer lugar. O 5G pode atingir velocidades de 10 Gbps.

A segunda grande vantagem é a redução da latência a valores que aproximam vertiginosamente a comunicação do tempo real. A latência é o tempo que medeia uma ação e a sua consequência noutro dispositivo — no fundo, o tempo de resposta da rede.

Num videojogo, por exemplo, é percetível que o comando de um jogador não produz um efeito exatamente imediato. O mesmo se pode sentir numa videoconferência. Com a chegada do 5G a latência passará a menos de cinco milissegundos e isto abre um mundo de possibilidades, como as cirurgias remotas ou a condução à distância.

A isto soma-se uma superior capacidade da rede. O 5G é para todos ao mesmo tempo, mais rápido, sem falhas.



Vale a pena comprar já um equipamento 5G ou é melhor esperar?


Mais do que o futuro, o 5G é o presente, é uma realidade. Especialmente se está a pensar trocar de smartphone, fará sentido optar por um que suporte esta nova geração de rede móvel.

Lembre-se, portanto, que fazer um upgrade no seu telemóvel não se fica pelos aspetos que continuam a ser melhorados a cada lançamento, como os processadores, como as câmaras fotográficas ou a memória. É preparar-se para viver os benefícios do 5G desde o primeiro instante. E neste ponto há smartphones para todas as carteiras, para um acesso ao 5G mais democratizado, como é o caso do TCL, um bom exemplo de que um telemóvel 5G pode ser acessível.

Quando tenho acesso?


A cobertura 5G vai estar disponível em breve, e quem estiver pronto para o lançamento desta nova geração de redes móveis vai poder usufruir dos seus benefícios. Sabe o que tem a fazer?

Share this

Artigos Relacionados

  • Guia de bolso para quem precisa de saber tudo sobre o futuro com o 5G

    Guia de bolso 5G

    Guia de bolso para quem precisa de saber tudo sobre o futuro com o 5G

    Com o 5G vamos poder fazer o que ninguém fez. Este guia ajuda a perceber as mudanças que estão a chegar.

  • 5G: O salto após três séculos de evolução tecnológica

    Luis Neves GESI

    5G: O salto após três séculos de evolução tecnológica

    Três séculos depois, o 5G é o 'combustível' da nova revolução à escala mundial. Mais do que um ganho tecnológico, permite transformar a sociedade.

  • Deloitte prevê enorme impacto do 5G nas empresas portuguesas

    Luis Neves GESI

    Deloitte prevê enorme impacto do 5G nas empresas portuguesas

    A consultora estima um crescimento de 17 mil milhões na economia portuguesa pelo 5G, até 2035.