5G no futebol

SL Benfica - FC Porto? A vitória foi do 5G!

Sport Lisboa e Benfica e Futebol Clube do Porto empataram no primeiro jogo em Portugal com tecnologia 5G da NOS. A vitória foi da nova rede móvel, que já começou a transformar o futebol.

07 de maio 2021

O dia 6 de maio de 2021 vai ficar na história. Não tanto pelo empate 1-1 entre SL Benfica e FC Porto, mas porque foi o primeiro jogo em Portugal onde a tecnologia 5G esteve presente. O teste à nova rede permitiu às equipas, dirigentes e profissionais presentes no estádio sentirem o início da transformação do 5G no futebol. E também às centenas de milhares de portugueses que assistiram ao jogo pela Benfica TV, que puderam ver imagens que nunca tinham sido mostradas daquela forma.

Ângulos de câmara inovadores


Com 7 câmaras 5G presentes no estádio, em complemento às habituais 18 que são usadas nas transmissões de jogos da BTV, a quinta geração móvel já começou a mudar o futebol. Foram instaladas em locais completamente novos: duas presas na rede de cada baliza; duas no túnel para os balneários; duas nos bancos de suplentes e equipa técnica do SL Benfica e do FC Porto, e uma tactical cam num passadiço do topo do estádio, onde nunca poderia estar um operador de imagem.

Montagens camaras 5g

Foram usadas 7 câmaras 5G no SL Benfica-FC Porto, que trouxeram ângulos nunca vistos à transmissão de jogos de futebol e a quem estava no estádio.

“Conseguimos estar em todo o lado, estar onde não podíamos antes”, explicou Tiago Brochado, realizador da BTV responsável pela transmissão do Benfica-Porto. Destacou, por exemplo, o facto de, graças ao 5G, poder ter uma câmara na rede de trás da baliza, um local até agora inacessível.

Duarte Mineiro

Streaming de alta qualidade e rapidez


As bancadas estavam vazias, mas para os responsáveis presentes no estádio do Sport Lisboa e Benfica - que foi o primeiro em Portugal a ter tecnologia 5G, numa parceria com a NOS - já foi possível escolher entre aquelas 7 câmaras de smartphone para ver um lance, como a repetição, noutro ângulo, do golo do Everton pelo SL Benfica e do Uribe pelo FC Porto.

Tudo isto a uma velocidade nunca vista, acima de 1 Gbps, com uma qualidade de imagem constante.

Tanto a velocidade do 5G como a latência mínima permitiram ainda, neste primeiro teste no estádio do Sport Lisboa e Benfica, bem como fazer streaming sem falhas e partilhar a emoção deste jogo histórico. E quando o estádio voltar a estar cheio, com mais de 65 mil adeptos a vibrar e a gritar pelo seu clube, essa mesma velocidade 10 vezes superior está garantida, todos os conteúdos estarão acessíveis de forma imediata: estatísticas em tempo real, experiencias imersivas como a realidade virtual.

Uma emissão histórica


Entusiasmado com as vantagens do 5G na transmissão de jogos, Tiago Brochado pôde contar com um total de 25 câmaras no SL Benfica-FC Porto, muito acima das tradicionais 18. Além disso, a possibilidade de fazer tudo sem fios, sem estruturas pesadas, também vai trazer ganhos para o trabalho nas emissões televisivas. “É chegar, deixar a câmara e vir embora”, resume o realizador da BTV. A montagem de todas as câmaras e cabos antes de um jogo “demora um dia inteiro ou mais”, explica, e isso com várias pessoas a trabalhar. Quando for possível fazer uma transmissão sem cabos, apenas com a rede móvel 5G, “são apenas umas horas”.

" “É chegar, deixar a câmara e vir embora”, afirma Tiago Brochado, realizador da BTV, sobre a instalação, sem fios, das câmaras 5G.

Sala de transmissão 5g

Tiago Brochado lembra que terá sempre “a responsabilidade de transmitir um bom jogo”, mas está muito entusiasmado com o 5G, e já só espera “que a tecnologia cresça mais”. Porque trabalhar com mais câmaras, melhor imagem e sem cabos ou estruturas pesadas, “é um mundo perfeito”. Com a NOS, estes dois clubes históricos do futebol português e a Benfica TV já fizeram o que ninguém fez, e todos nós vamos poder fazer também.

Share this