As cidades e o 5G

Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da NOS, dá a sua visão sobre as cidades, e como podem ser melhoradas, mais inteligentes, com 5G.

29 de abril 2021

Para Manuel Ramalho Eanes, uma cidade inteligente “consegue resolver os seus problemas operacionais e tomar as decisões necessárias” para melhorar a vida das pessoas. O administrador executivo da NOS acredita que vão ser assim as cidades 5G.

Numa cidade “há milhares de coisas que falham por dia”, lembra Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da NOS. E resolver as coisas que falham é um dos objetivos do 5G. Planear a cidade para que “no futuro, seja capaz de estruturalmente, resolver esses problemas que estão criados. Seja na mobilidade, seja na limpeza, seja na segurança, seja em qualquer dos seus domínios”.

“Aquilo que nós queremos com o 5G é melhorar isto de forma muito significativa”, continua o administrador executivo da NOS, que vê a sociedade futura como hiperconectada, “mas de uma forma que torne, de facto, a vida melhor para as pessoas, com menos esforço”. Manuel Ramalho Eanes acredita que “as cidades vão ficar radicalmente diferentes com o 5G”.

Mobilidade e transportes públicos, gestão de resíduos, gestão de água e energia, trabalho. Tudo isto são áreas que podem ser melhoradas nas cidades com a rede 5G, e a NOS está a trabalhar nesse sentido junto de inúmeros parceiros. “Vamos poder trabalhar muito melhor à distância, vamos aproveitar melhor o nosso território, vamos ter uma qualidade de vida maior para mais pessoas”, antecipa Manuel Ramalho Eanes. Com a NOS, vamos fazer o que ninguém fez.

Share this