Lugar 5G

Lugar 5G: A cadeira onde todos se podem sentar

Sete crianças foram pela primeira vez ao Estádio do Sport Lisboa e Benfica e sentiram todas as emoções do jogo Benfica-Marítimo. Tudo isso sentados no Lugar 5G, a mais de 300 km de distância.

16 de fevereiro 2022

“É para meter na cabeça? Meu Deus do Céu! Isto é um estádio gigante!”. Glória, de 10 anos, nunca tinha estado no Estádio do Sport Lisboa e Benfica. E não foi preciso fazer uma viagem de 330 km até Lisboa para se sentar nas bancadas. Bastou visitar a Casa do Benfica de Paredes para cumprir o sonho. Glória foi uma das sete crianças - além de muitos adeptos benfiquistas locais - que se puderam sentar numa bancada verdadeira do estádio, a ver o Benfica-Marítimo como se estivessem lá. A experiência inesquecível para quem se sentou no Lugar 5G foi possível graças a óculos de realidade virtual Quest 2, ligados pelo 5G da NOS a uma câmara Panasonic instalada em Lisboa.

futebol realidade virtual

Crianças, idosos, adeptos que nunca pisaram o relvado e outros que há muito não faziam a longa deslocação a Lisboa, todos puderam sentar-se nas cadeiras do estádio e experimentar em conjunto, em partilha, o que o 5G pode fazer pelo futebol, pelo desporto, por quem está mais longe do clube do coração. A iniciativa Lugar 5G juntou em Paredes a NOS e o Sport Lisboa e Benfica, que recriaram uma bancada na Casa do Benfica. As sete crianças, que nunca tinham visitado o estádio do seu clube, foram convidadas a cumprir esse sonho pela Fundação Benfica e pela Benfica Escola de Futebol Paredes.

" Hoje senti-me mais perto do Benfica”, contou o João, de 10 anos. Graças à experiência em realidade virtual, o João pode dizer aos amigos que já foi ao Estádio do Sport Lisboa e Benfica.

Entre risos, gritos eufóricos na altura dos golos e braços no ar a tentar tocar em volta, a experiência imersiva possibilitada pelo 5G deu aos pequenos benfiquistas todas as emoções de um jogo visto no estádio. Na altura de escolher o que gostaram mais, o Afonso disse que foi “quando o Benfica atacava a baliza do Marítimo”. A Glória adorou “a águia” que se sentou ao seu lado no estádio e “ver os golos” mesmo à sua frente. Já o João ficou muito feliz por ver junto a si o Simão Sabrosa - que se sentou ao pé do Lugar 5G no estádio. Sentiu-se mais perto do seu Benfica. Todos estes pequenos adeptos, que nunca tinham ido ao estádio, sentem que agora já podem dizer que foram, de verdade, só faltou mesmo “o cheiro da relva”.

Os primeiros golos foram do 5G

Ainda não tinham passado 3 minutos quando um grupo de crianças gritou golo na Casa do Benfica de Paredes. As dezenas de pessoas sentadas na sala demoraram alguns segundos a perceber a excitação na bancada do Lugar 5G. É que os miúdos, que tinham óculos de realidade virtual 5G colocados, viram o primeiro golo no estádio muito antes de quem estava a olhar para os ecrãs de televisão. Mal sabiam que esta sua primeira visita à Luz ia resultar numa goleada de 7-1, algo que não vão esquecer tão cedo. Deu um sabor extra a uma experiência 5G no estádio que já de si era memorável.

Para Renato Monteiro, diretor da Benfica Escola de Futebol Paredes, a iniciativa foi mais do que isso, muito mais do que ver o jogo melhor. Explica que os seus pequenos jogadores, apesar de treinarem e jogarem regularmente em campos de futebol da região, “só hoje é que tiveram a capacidade e a perspetiva de ver um jogo de futebol como alguém que está numa bancada”, principalmente o som e o ambiente “de um estádio como o Estádio da Luz”.

" Nunca tinha feito uma viagem tão rápida Porto-Lisboa, foi só colocar os óculos”, contou o diretor da escola de futebol do Benfica em Paredes, Renato Monteiro.

Renato também experimentou os óculos de realidade virtual Quest 2 e afirma que a emoção do futebol é quase a mesma de ir a um estádio. Acredita ainda que “esta tecnologia dá uma nova perspectiva. Pode trazer mais adeptos ao mundo do futebol”.

Realidade virtual, futebol bem verdadeiro

Também Luís Rodrigues, coordenador de projetos da Fundação Benfica, destaca o orgulho que foi dar uma experiência única às crianças, com a NOS. Todos os anos a Fundação costuma levar jovens ao estádio pela primeira vez, e este ano os três alunos da escola Pêro Vaz de Caminha foram os primeiros a fazer isso através de óculos de realidade virtual, ligados por 5G. “As caras deles diziam muito enquanto estavam ali a viver esse momento”, destaca Luís Rodrigues. Acredita que este tipo de tecnologia “é uma maneira muito prática de se conseguir agilizar e de encurtar as distâncias e de fazer com que, no fundo, possamos estar num sítio que está fisicamente distante de nós”.

Renato Monteiro concorda, e lembra “aquelas pessoas que têm dificuldades de locomoção, que têm uma vida um bocadinho mais complicada, que através desta tecnologia facilmente conseguirão ter o mesmo ambiente que teriam”.

O 5G aproxima as pessoas de novas formas

Segundo o administrador executivo da NOS Daniel Beato, que também esteve na Casa do Benfica de Paredes, “é o 5G que permite transportar todo o volume de dados que é necessário para esta experiência de estar no estádio, de poder conversar com alguém que está ao nosso lado, mas que na verdade está no estádio, tudo isto com uma fluidez natural que só as caraterísticas do 5G permitem”. Daniel Beato lembra ainda que “o 5G tem como objetivo potenciar esta experiência imersiva, na ótica de potenciar o que são as relações humanas. As coisas realmente relevantes para o ser humano”.

Para Daniel Beato, administrador executivo da NOS, o 5G permite aproximar: “A palavra chave é essa mesmo, aproximar-nos uns dos outros e de sítios distantes de forma natural”.

Daniel Beato

Esta imersão 5G, esta viagem em realidade virtual, esta experiência verdadeiramente sensorial, pode ser sentida por qualquer pessoa, de qualquer idade. “Podia aplicar-se a qualquer outra atividade humana”, detalhou o administrador executivo da NOS, “podíamos estar aqui num concerto, a assistir a um filme, a visitar um museu, a visitar um edifício histórico. Sendo em Lisboa ou em qualquer outro lugar do mundo”.

O 5G já é uma realidade em Portugal e está disponível para surpreender qualquer pessoa, seja por uma experiência única de realidade virtual ou pela velocidade de ligação atingida por um smartphone 5G. Graças ao Lugar 5G, em Paredes, sete crianças fizeram o que nunca tinham feito. Visitaram o Estádio do Sport Lisboa e Benfica a mais de 300 km de distância, viram ídolos ao seu lado, vibraram com os jogadores no relvado, festejaram os golos mais cedo, mais rápido e, acima de tudo, com mais emoção. Sentiram que, com o 5G, não há ligações impossíveis.

Share this

Artigos Relacionados

  • SL Benfica, o 1º Estádio 5G em Portugal

    Guia de bolso 5G

    SL Benfica, o 1º Estádio 5G em Portugal

    É tempo de fazer melhor e a NOS e o SL Benfica já estão a mudar o jogo com o primeiro estádio 5G. Vantagens para os adeptos, para o clube e para todos os serviços no estádio.

  • O futebol vai renascer com o 5G

    Luis Neves GESI

    O futebol vai renascer com o 5G

    Pedro Proença acredita que o 5G traz uma nova realidade para o futebol. “O acesso à informação em tempo real faz toda a diferença”, diz o presidente da Liga.

  • A emoção do futebol vai crescer com o 5G

    Luis Neves GESI

    A emoção do futebol vai crescer com o 5G

    O futebol vai transformar-se com o 5G, e todos podem ter lugar marcado para assistir a esta vitória.