Empreendedorismo

Radio-Hotel


Localizado em Lisboa, na mítica zona de Alcântara, o Radio Hotel apresenta-se como um clube premium, mágico e requintado.

 

Num apelo aos cinco sentidos, o convite à descontração torna-se numa inevitabilidade. Sentado a conversar num sofá de veludo, a beber um Gin e a sentir o calor da lareira, ou simplesmente a dançar.

 

Um espaço cosmopolita, numa atmosfera elegante e misteriosa que se vislumbra logo à entrada, com um serviço de excelência, no meio do conforto clássico e do minimalismo industrial, a Música, a boa música, assume o "leme da viagem".

 

 

O que é/qual é o negócio?

O Radio-Hotel é um bar/clube premium com uma aposta séria em decoração, ambiente, bom serviço e conteúdos musicais.

 

De onde nasceu?

Nasceu da oportunidade e vontade de implementar em Lisboa um espaço que conjugasse o conforto de um bom hotel com a índole festiva de um bar/clube. 

 

Missão?

Oferecer à noite Lisboeta espaços cuidados, confortáveis, com design apelativo e diferenciador, serviço de bar e conteúdos musicais acima da média com uma relação preço/qualidade interessante.

 

Financiamento?

Capitais próprios.

 

Promoção?

Através de relações públicas, redes sociais e “boca-a-boca”.

 

Onde esperam chegar?

Com mais de 3 anos de existência, ambicionamos cimentar o Radio-Hotel como uma das referências de qualidade da noite em Lisboa numa ótica de longevidade, implementando novos projetos “irmãos” como é o caso do recém-aberto BOSQ no Lx Factory.

 

Como lidaram com a incerteza inicial?

Com alguma ansiedade habitual em qualquer negócio, mas fundamentalmente com tranquilidade. Não foi um projeto montado para ser fugaz. Foi um negócio concebido para, inicialmente, se pagar a ele próprio. Se estivermos confortáveis em ter como meta o break-even, o que vier a mais é uma vitória. Principalmente se não olharmos para os negócios como fornecedores de bens pessoais desnecessários. Um negócio deve-se alimentar a si mesmo para que consiga crescer. E não alimentar egos de donos/mentores/sócios esbanjadores.

 

Vosso maior trunfo? Ingrediente secreto?

É segredo.

 

 

O que sugerem a quem começa?

Que tenham gosto no que fazem e que não construam projetos de negócio com a “corda na garganta”. É preciso tempo para implementar ideias, ganhar experiência, know how e aperfeiçoar um sem número de mecanismos e imprevistos normais numa startup. 

 

Qual o melhor conselho profissional que já recebeu?

Como estamos ligados à música apraz-me partilhar um excerto de uma rima de um amigo - "faz porque queres e sentes não porque deves e tens”.

 

 

Mais informações na Página de Facebook do Radio-Hotel.

 

 

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Noções teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio​

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais