Surf Bus


Um dia dois, dois amigos viram-se desempregados. No entanto, não deixaram que o seu estado precário os afetasse.

 

Juntaram-se, quiseram facilitar a vida a muitos amantes do surf e criaram o Surf Bus.

 

 

O que é/qual é o negócio?

A Surf Bus é uma empresa de transportes especializados que pretende aproximar a cidade da praia, aproveitando a geografia e a meteorologia da cidade de Lisboa. Não damos aulas de surf e funcionamos como valor acrescentado e um agregador para as escolas de surf, turistas, unidades hoteleiras, etc., visto que a Surf Bus faz a ligação directa , legal e segura para os seus alunos, utilizadores e hóspedes.

 

De onde nasceu?

Nasceu da ideia conjunta dos sócios, da sua própria experiência em começarem a surfar cedo na zona de Lisboa e ser complicado e demorado chegar a algumas praias (Caparica, Carcavelos, etc.) e impossível a outras (Praia Grande, Ericeira, etc.) utilizando transportes públicos. Nasce também de viagens feitas e do conhecimento de algumas realidades no estrangeiro em destinos de surf e consequente adaptação à realidade da costa portuguesa.

 

Missão?

A Surf Bus pretende profissionalizar e criar uma ligação directa e segura entre a cidade de Lisboa e os locais ideais para surfar as melhores ondas. Pretendemos reduzir o trânsito e poluição que têm vindo a afectar as praias, bem como ajudar todos a chegar de forma segura e legal, seja à aula ou apenas a uma surfada. Essencialmente, queremos assegurar uma ligação directa à praia para quem não tem meios próprios de deslocação. A nossa grande “cruzada”, se assim lhe podemos chamar, e nosso baluarte, é a segurança assente na legalidade e conformidade dos transportes realizados.

 

Financiamento?

O financiamento foi feito com base em capitais próprios e recorrendo ao Programa de Apoio ao Empreendedorismo e Criação do Próprio Emprego do IEFP que, através da apresentação do projecto ao IEFP e à Segurança Social e respectiva aprovação, garantiram a antecipação de parte das prestações do subsídio de desemprego para aplicar na criação e lançamento da Surf Bus.

 

Promoção?

Todo o trabalho de promoção da marca, apresentação da empresa, divulgação do projecto, tem sido em grande parte feito através das redes sociais e do contacto directo com os principais players do sector, nomeadamente as escolas de surf mais antigas, de maior dimensão e com instalações fixas na praia. Apostámos também em alguma divulgação nos media, não só na TV mas também em imprensa digital. Actualmente, e após 3 meses de actividade, muita da promoção vem pela referenciação de alguns dos nossos parceiros / clientes. As escolas de surf e as unidades hoteleiras com que trabalhamos sabem que a sua concorrência partilha os mesmos problemas a este nível e a Surf Bus aparece como uma solução e agregador de mercado. É notório que há um passa palavra sobre nós e isso deixa-nos muito orgulhosos: não só viemos suprir uma necessidade mas viémos supri-la bem!

 

Onde esperam chegar?

Ainda será cedo para estabelecer uma meta concreta em relação ao futuro da Surf Bus, no entanto, pretendemos expandir a nossa frota já no próximo ano. Sabemos que há mercado, temos dado boa resposta aos nosso parceiros e temos recusado algumas oportunidades visto que preferimos não fazer do que fazer mal. Temos como objectivo ser o grande player no que toca aos transportes para a praia e temos claramente uma ambição nacional. Somos e queremos ser mais do que uma empresa de transportes e queremos que quem colabore connosco no futuro tenha um mind set alinhado com o nosso. Pegando naquilo que é a nossa bandeira, queremos que os transportes directos para a praia sejam feitos de forma segura e legal, algo que virá a beneficiar o sector e o produto – surf, que é aposta do nosso País.

 

Como lidaram com a incerteza inicial?

Estudámos o mercado, falámos com escolas de surf e hotéis e percebemos as necessidades que tinham ao nível do transporte, falámos com colégios, falámos com players do sector, analisámos as alternativas ao nível do transporte público, etc. Tentámos mitigar o risco ao máximo para estarmos o mais seguro possíveis. Percebemos a necessidade ao nível do serviço e as lacunas legais inerentes pelo que apostámos fortemente na segurança e legalidade apresentando um produto diferenciador. Acaba sempre por ser necessário uma dose de risco e de go for it bem como gostar de aventura. Como quando temos 16 anos e queremos surfar sempre uma onda maior. Acho que a percepção da receptividade por parte dos players e do facto de termos mesmo um serviço diferenciado e inovador nos deu a injecção de confiança que precisávamos para lidar com a incerteza inicial. Ainda assim, a incerteza mantém-se quando temos o nosso próprio negócio. Com esta incerteza permanente, só podemos lidar trabalhando afincadamente e acreditando que o serviço é benéfico para todos (empresas e clientes), não só ajudando a dinamizar o negócio de quem já está nas praias (surf schools ou bares de praia), bem como os negócios citadinos (aproximando as unidades hoteleiras das praias).

 

Vosso maior trunfo? Ingrediente secreto?

Diríamos que o nosso maior trunfo é mesmo a nossa diferenciação e a inovação que trouxémos ao sector. Creio que o facto de sermos uma empresa transportadora (não damos aulas, não organizamos eventos, não damos hospedaria) e de não entrarmos em concorrência com os nossos parceiros é o nosso ingrediente secreto. Levamos, literalmente, negócio a todos (proactivamente porque já temos algum reconhecimento no mercado e contacto directo  de clientes particulares que querem surfar e reactivamente quando levamos alunos ou turistas em serviços contratados pelas escolas) e não tiramos negócio a nenhum! Outro ingrediente que consideramos ser fundamental é o facto de a Surf Bus ter sido criada POR surfistas, PARA surfistas - é cada vez mais importante conhecer os nossos clientes, falar a mesma linguagem e compreender os problemas e dificuldades de quem trabalha connosco. Termos mais de 10 anos de experiência profissional noutras áreas e bases a nível da Gestão e Economia, é um extra que não descuramos e que muito nos tem ajudado no nosso quotidiano.

 

O que sugerem a quem começa?

Como empreendedores, achamos que o mais importante é não deixar de acreditar e avançar contra tudo e todos, com ou sem apoios. Se acreditam no vosso produto/serviço, encontrar-se-á sempre forma de o promover/lançar/divulgar. Não desesperem com burocracias ou pedras no caminho porque elas surgem dos lados mais inesperados. O foco e o objectivo estão lá mas o caminho nunca é a direito. E muito atrevimento em bater a portas. Há anos que ouvimos: “o não está sempre garantido” - é verdade, portanto há que lutar diariamente.

 

Qual o melhor conselho profissional que já recebeu?

Não diria recebido mas apreendido através do contacto diário de vários anos com algumas pessoas excelentes em empresas multinacionais: a gestão das expectativas dos vários interlocutores (clientes, fornecedores), o respeito pelo compromisso depois de assumido, não assumir nada que não se consiga cumprir, ter os pés assentes na terra e saber dizer não porque mais vale não prestar um serviço do que prestá-lo mal. Ah, e colocar metas ambiciosas a nós próprios que nos desafiem no dia a dia.

 

Mais informações em surfbus.pt.

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Noções teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio​

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do empreendedorismo

Saber mais