Empreendedorismo

Ameaça de Novos Concorrentes


A entrada de novos concorrentes num mercado cria uma disposição diferente na competição empresarial. A questão financeira é das primeiras a surgir, visto que a competição leva à redução de preços, o que consequentemente aumenta a generalidade dos custos, implicando menores lucros para as empresas.

 

Abaixo encontramos alguns dos fatores que podem ajudar ou impedir o aparecimento de um novo concorrente em qualquer mercado:

 

Economias de Escala: Meios que permitam suportar custos baixos enquanto se produz em larga escala, desfavorecem o aparecimento de novas empresas no mercado, pois estas ou teriam mais encargos financeiros para conseguirem aumentar a sua capacidade de produção, ou teriam de se submeter a um início de atividade em posição desvantajosa. Por outro lado, ao existirem economias de escala a um baixo nível, a empresa entrante pode, por exemplo, beneficiar do acesso a canais de produção, equipamentos de manufatura, da experiência relacionada com o negócio, ou da relação com os abastecedores.

 

Diferenciação de produto: Se a diferenciação do produto é elevada, o entrante fará, provavelmente, investimentos em pesquisa de marketing e em comunicação, de forma a ganhar alguma notoriedade no mercado, o que constitui um grande risco. Por outro lado, se for o seu produto a pautar-se pela diferenciação, então tornar-se-á mais fácil apelar aos consumidores que escolham o mesmo, visto ter características únicas e diferenciadas dos demais no mercado.

 

Necessidade de Capital: Quando o mercado exige tecnologias especializadas ou instalações e equipamentos específicos, existe um elevado risco ao obter ativos que não poderão ser vendidos ou convertidos para novas aplicabilidades, caso a tentativa de entrada não resulte.

 

Canais de Distribuição: Um distribuidor pode facilmente aceitar um produto e/ou serviço de uma nova empresa, desde que este não implique consequências negativas para os seus negócios existentes. Caso exista uma elevada rigidez e controlo das redes de distribuição, o entrante num mercado deverá conseguir convencer os distribuidores de que a comercialização do seu produto será mais rápida e eficiente que a dos concorrentes já estabelecidos.

 

Rede de Fornecedores: O acesso às matérias-primas e equipamentos de um fornecedor é mais fácil para a empresa entrante quanto menores forem as negociações das restantes com o mesmo. Porém, se a nova empresa se vir obrigada a mudar de fornecedor, os respetivos custos podem assumir-se como uma forte barreira ao estabelecimento do negócio.

 

Propriedade Intelectual: As patentes e as propriedades intelectuais servem para restringir a entrada de novos concorrentes. As vantagens competitivas que daqui surgem, levam a que os entrantes não consigam usufruir do mesmo nível de informações e conhecimentos no seu negócio.

 

Subsídios Governamentais: Há que ter em atenção quais os apoios e concessões dos governos ao mercado que pretendemos analisar. O governo pode reduzir a concorrência por meio da concessão de monopólios (como o caso da energia), da regulação estrita, ou ainda através de incentivos e benefícios fiscais para o desenvolvimento de produtos e serviços específicos para empresas já em atividade no mercado.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Cinco Forças de Porter

Tudo o que precisa de saber sobre Fornecedores

Barreiras à Entrada e à Saída

Produtos Substitutos

 

Guias Teóricos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais