LinkedIn: O que mais atrai candidatos numa oferta de trabalho


O StartupNation conduziu um estudo sobre o modo como os profissionais interagem com as ofertas de emprego presentes no LinkedIn. Se está interessado em usar esta plataforma para enriquecer a sua equipa, esteja atento a estes elementos e aos erros que pode estar a cometer.


LEIA TAMBÉM: Produtividade: Torne os relatórios de performance numa oportunidade de crescimento


Mantenha o anúncio resumido

O tráfego da maioria dos sites indica que os usuários têm a tendência de visitar os seus espaços via smartphone ou tablet. Isto significa que mesmo um texto de tamanho médio irá tornar-se demasiado grande quando visto nestes aparelhos. Para evitar que o profissional desista a meio, mantenha a proposta o mais resumida e curta possível, idealmente entre as 450 e as 600 palavras.


É necessário notar que, devido a este factor, deve escrever uma descrição geral da sua empresa, indicando um site ou uma rede social que o candidato possa consultar.


Use um tom formal

Os candidatos analisados confessam que uma oferta amigável e casual os leva a desistir dela, receando que a empresa não seja séria. Não importa o quão relaxada seja a cultura, neste tipo de apresentação deve manter a formalidade.


Da remuneração à cultura 

O estudo revelou ainda quais os factores que mais contribuem na hora de enviar uma candidatura. O elemento com maior impacto é a remuneração, seguida das qualificações requeridas, os detalhes da posição, os objetivos pretendidos, e a cultura da empresa. Deste modo, no seu resumo deve dar ênfase ao que é suposto o profissional fazer no cargo, quais as qualificações que deve possuir e qual a remuneração que pode esperar receber.


Objetivos anuais específicos

Descreva resumidamente quais os resultados que são esperados do candidato durante o seu primeiro ano de contrato. Qual a percentagem de vendas esperada, qual o número de novos seguidores alcançados, entre outras métricas simples de compreender.


Lance a oferta na altura certa

O estudo concluiu que a maioria dos profissionais envia as suas candidaturas à segunda, terça e quarta. A quinta e a sexta são os dias com menos envios. Deste modo, deve programar-se para que a oferta de emprego seja publicada no início da semana, garantindo maior alcance.


Não discrimine, mesmo que involuntariamente

Quando nos referimos a um grupo, a língua portuguesa pede o uso de um “género neutro”, contudo, este é normalmente o equivalente ao “masculino”. Ainda que em muitos dos casos este não seja um problema, pois o leitor conhece estas regras, o mesmo não se aplica na hora de procurar emprego. Se o anúncio usar termos como “procuramos um profissional”, o mais certo é que as profissionais sintam que a procura está já viciada e que você dará preferência a um homem apesar dessa não ser a intenção. Como alternativa, use termos realmente neutros ou tenha o cuidado de colocar “procuramos um(a) profissional qualificado(a) e motivado(a)”. Este pequeno passo garante que na hora de aumentar a equipa, o faz com vista à diversidade.


LEIA TAMBÉM: Marketing: Como aumentar a presença da sua marca em 2020


Ideal para profissionais e empresas, o LinkedIn nasce para facilitar a procura de emprego e a sua oferta, porém, a quantidade de entidades que usa a plataforma pede de si uma boa estratégia de forma a alcançar os melhores candidatos.


Keywords: StartupNation, LinkedIn, Oferta de Emprego, NOS Empresas, CUE, Criar uma Empresa, Empreendedor, Empreendedorismo


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais