Redes Sociais: O que fazer quando as suas plataformas são hackeadas (Cibersegurança)


As ameaças online são cada vez maiores, especialmente junto de pequenas empresas que não têm fundos para investir numa boa cibersegurança ou que não acreditam estar em maior risco do que os grandes negócios. Depois de algumas dicas de como prevenir um ataque, trazemos um artigo dedicado ao que fazer quando isto acontecer nas suas redes sociais.


LEIA TAMBÉM: Outsourcing: Funções que pode e deve deixar a cargo destes profissionais


Quais as plataformas afetadas?

Se perceber que um dos seus perfis foi atacado, é possível que todos o tenham sido, especialmente se partilharem a password. Caso cada plataforma esteja a ser gerida por diferentes membros, alerte-os.


Ative a confirmação ou autenticação em dois passos

Alterar a password pode parecer o passo mais adequado e rápido mas, na realidade, nada lhe garante que o atacante não consegue descobrir a nova relativamente depressa. A melhor opção é ativar a confirmação ou a autenticação em dois passos. Desta forma, para aceder às suas redes sociais, terá de fornecer um código que lhe é enviado por telemóvel - o hacker não tem, na maioria dos casos, como contornar isto.


Alerte os seguidores

Enquanto alguns ataques têm como objetivo apenas chateá-lo ou demonstrar a falta de segurança na sua empresa, existem casos em que o hacker usa a sua plataforma para o denegrir. Pode partilhar imagens impróprias, fazer comentários racistas ou xenófobos, prometer descontos ou ofertas caso determinado valor seja pago, entre muitas outras coisas. Por isso, é fundamental filmar um vídeo e dar a conhecer aos seguidores o que está a acontecer - optar pelo vídeo é indispensável, assegurando às pessoas que de facto é você a falar.


Denuncie contas falsas

De vez em quando convém verificar que não existem perfis que tentam passar por si, em especial, aqueles que usam termos como “oficial” nos seus usernames. Estes espaços podem servir para enganar o cliente, denegrindo a sua imagem, e até chegar a informação sensível sua.


Contacte as autoridades 

O último é passo é contactar as autoridades, nomeadamente, o Ministério Público, a Polícia Judiciária, a Polícia de Segurança Pública ou da Guarda Nacional Republicana. Invadir um perfil privado é crime e deve tratá-lo como tal. Descubra mais sobre este tópico na secção de “Cibercrime” da APAV.


LEIA TAMBÉM: Redes Sociais: Como tirar boas fotografias para o seu perfil


Leve a sua cibersegurança a sério e mantenha sempre a confirmação em dois passos ativa. Crie ainda uma password forte, aleatória, e distinta entre todas as redes sociais. As pequenas empresas são as mais atacadas, tornando esta preocupação essencial à sua sobrevivência.


Keywords: Redes Sociais, Cibersegurança, Cibercrime, NOS Empresas, CUE, Criar uma Empresa, Empreendedor, Empreendedorismo


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais