Como saber se está na hora de se despedir de um funcionário


Este é um tema delicado mas que não pode ficar de fora do pensamento de qualquer chefia. Por muito que lhe custe, existe uma altura em que não pode adiar mais uma decisão que poderá definir o sucesso ou o fracasso da empresa. Descubra em que se deve basear quando determina se está na hora de despedir um funcionário.


Encontra-se incluído na cultura da empresa?

Imagine que a sua empresa trabalha essencialmente a partir de casa e um dos seus funcionário reclama constantemente deste factor. Ele poderá não estar feliz com a estratégia, algo que irá prejudicar não somente a sua produtividade como o ambiente geral da equipa. O mesmo se aplica a qualquer elemento que constitua a cultura, a base, da empresa.


Partilha dos interesses da empresa?

Mais do que alguém que faz o que lhe pedem, a sua equipa deve partilhar dos interesses da empresa, lutando pelo seu sucesso de forma genuína e sentindo o crescimento como seu. Isto irá garantir que se sentem motivados mesmo quando algo não corre tão bem como esperado, trabalhando todos os dias para fazer o melhor. Alguém não motivado acabará por ter níveis de stress superiores, algo que se irá refletir nas tarefas que tem pela frente.


Mantém-se estagnado durante muito tempo?

Conforme o tempo passa, é natural que os profissionais  que começaram consigo vão melhorando as suas capacidades e adquirindo novos conhecimentos. Este factor leva a sua empresa a manter-se no topo pois a equipa está a par das tendências e das novas estratégias. É perigoso manter um funcionário estagnado que se recusa a aprender e continua a perpetuar métodos de trabalho que já não são adequados à empresa - por exemplo, ter consigo alguém que se recusa a usar redes sociais quando o seu público-alvo são Millennials ou Geração Z.


Cria conflitos com colegas?

Este ponto é talvez um dos mais graves. Se perceber que um dos membros da equipa cria conflitos é importante que o reprima e, eventualmente, o despeça. Um mau ambiente irá levar o resto dos membros a procurar outras empresas ou, pelo menos, a terminar com uma produtividade bastante reduzida, não se sentindo motivado a trabalhar para si.


Saber contratar é complexo e requer alguns conhecimentos mas igualmente complicado pode ser saber se deve ou não despedir alguém. Converse primeiro com o funcionário mas não tenha receio em tomar a decisão se esta for acertada.


ARTIGOS RELACIONADOS:

Ajude aquele funcionário mais problemático de forma eficaz

Características que o tornam praticamente insubstituível


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias e Eventos

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais