Empreendedorismo

Mazurca


A Mazurca handmade surge de uma mudança radical na vida da Sara: quando ela decidiu trocar o laboratório pelos panos e as tintas. Um dia trocou a Biologia pelas artes têxteis e as drosophilas pelas folhas, escaravelhos e libelinhas.

 

A paixão está em criar padrões/imagens que estampa manualmente em tecidos de origem natural e deles faz roupa, lenços e malas. Sempre que pode usa matéria prima portuguesa, mas as técnicas que usa, como a gravura em linóleo, o blockprinting, e o stencil, são de inspiração estrangeira.
 

 

O que é/qual é o negócio?

A Mazurca é um atelier de criação de roupa e acessórios estampados à mão. Todas as peças são desenhadas, produzidas e estampadas manualmente e em pequena escala, utilizando maioritariamente matéria prima de origem portuguesa.


De onde nasceu?
Nasceu quando eu, bióloga de formação, decidi mudar radicalmente a minha vida. Em 2014, larguei o laboratório e microscópio, e com eles o meu doutoramento, e decidi dedicar-me à aprendizagem de várias técnicas no âmbito das artes têxteis. Desde então a Mazurca tem vindo a surgir sendo que ganhou forma no final de 2015.

Missão?
A Mazurca é uma marca que tenta contrariar as tendências atuais de consumismo rápido, inconsciente e irrefletido, inserindo-se no contexto de "slow-fashion": uma moda mais responsável, consciente, não só por criar peças únicas manualmente mas por prestar particular atenção às matérias primas usadas. 

 

Financiamento?
Não tive financiamento externo, apenas próprio e pequenos empréstimos de familiares.

Promoção?
Nas redes sociais e nos mercados que costumamos frequentar.

Onde esperam chegar?
Sinceramente, não esperava que um projeto que surgiu apenas da minha vontade de "saber fazer" mais tivesse os contornos que tem hoje. Olhando para trás nunca imaginaria que em 2016 pudesse já ter um espaço aberto ao público. Creio o principal objetivo é a estabilidade do negócio.


Como lidaram com a incerteza inicial?

Tentando manter a confiança no trabalho.


Vosso maior trunfo? Ingrediente secreto?

Creio que tem sido a aposta em matéria prima portuguesa e a transparência no processo criativo. 


O que sugerem a quem começa?

Façam um plano de negócios. Para quem tem formação em economia/gestão começar um negócio sem o fazer é absurdo. Mas a verdade é que há muitos projetos que nascem diretamente do coração e pensar em termos objetivos é por vezes difícil. Mas se querem fazer da vossa ideia/paixão o vosso sustento é imprescindível!



Qual o melhor conselho profissional que já recebeu?
Nec spe, nec metu (nem esperança, nem medo)
Confesso que foi no contexto laboratorial. Tem sido muito útil para assentar os pés na terra para quem como eu tem sempre inseguranças e a cabeça nas nuvens (o que nem sempre é ideal em contexto de negócio!).

 

Mais informações em mazurcahandmade.com.

 

 

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Teóricos

Noções teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio​

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais

Agenda

Eventos na área do empreendedorismo

Saber mais