Workaholic: Como recuperar do vício do trabalho em pequenos passos


A cultura do hustle e os mitos adjacentes podem levá-lo a transformar-se num workaholic, um profissional tão centrado no trabalho que este se torna num vício prejudicial, não apenas à sua saúde mental e física como à sua carreira e vida pessoal. Se sente que está a caminhar neste sentido, ou que já se encontra mergulhado nesta situação, descubra alguns passos que pode dar para recuperar o seu tempo.


LEIA TAMBÉM: Segurança: As passwords que deve evitar completamente em 2020


Não se deixe levar pelos mitos associados

Frases como “quem muito trabalha, muito alcança” ou “tempo é dinheiro” não funcionam como prometido. A cultura do hustle, do trabalhar das seis da manhã à meia-noite, do estar constantemente ligado, e do não possuir qualquer hobby além da carreira, irá prejudicá-lo. Além da quebra de relações pessoais, o trabalho em excesso cria problemas a nível da saúde física e mental, culminando numa perda de produtividade, alcançando resultados aquém dos que poderia conseguir se descansasse o suficiente. O tempo em que não trabalha não o leva a perder lucros, ajuda-o a aumentá-los.


Não deixe de investir em hobbies

Para abandonar a necessidade de trabalhar 24/24, é fundamental descobrir passatempos que goste de alimentar: caminhar, visitar museus, ir ao cinema, colocar a leitura em dia, praticar um desporto amador, dedicar-se a uma arte, escrever um livro, colaborar num website da sua especialidade, criar um podcast, entre outros. Este hobby irá permitir-lhe focar-se em algo semelhante a um trabalho, sem o stress associado a este.


Mude os seus hábitos pouco a pouco

Desligar o smartphone quando sai do trabalho ligando-o somente na manhã seguinte, exercitar-se de manhã ou à noite, deixar o computador na empresa ou no escritório, dedicar determinada hora à família, jantar à mesma hora e criar uma rotina de sono que envolva um descanso de pelo menos oito horas são pequenos passos que pode começar a tomar para se forçar a desligar.


Procure a ajuda de um especialista

Ao deparar-se com um vício demasiado grande e com a dificuldade em mudar os hábitos, lembre-se que pode e deve procurar a ajuda de um especialista que o ajude nesta transição. Como qualquer outro vício, é difícil abandonar a vida como “workaholic” especialmente quando esta decorre durante um longo período de tempo. Lembre-se que você não é o primeiro nem o último a terminar preso no trabalho que tanto gosta.


LEIA TAMBÉM: Produtividade: Dicas para o combate ao stress em 2020


Este é um problema que afeta cada vez mais profissionais, com especial impacto nos empreendedores que trabalham para si e que têm uma empresa às suas costas. Não se esqueça que descansar e ter uma vida saudável irá ajudá-lo a alcançar melhor os objetivos, garantindo que não cai em depressões ou num estado de exaustão que o obrigue a abandonar tudo aquilo por que lutou.


Keywords: Workaholic, NOS Empresas, CUE, Criar uma Empresa, Empreendedor, Empreendedorismo


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Tendências

Atualidade e inovação: o que está a mudar no empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais