Empreendedorismo

Papel Comercial


O papel comercial representa títulos de crédito de curto-prazo emitidos para financiar défices de tesouraria. “Trocando-se por miúdos”, são empréstimos a curto-prazo dos clientes a uma empresa. Desta forma, o cliente torna-se um dos investidores da empresa na esperança de receber retribuições e juros elevados, e, no fundo, é uma representação de uma espécie de capital garantido, desde que a empresa não declare falência.

 

Desta forma, ao emitir um papel comercial, a empresa pode colocar a dívida nos ombros dos investidores que aceitem ficar com estes títulos, mediante o pagamento de uma taxa de juro remuneratória.

 

Um dos elementos mais característicos do papel comercial advém do facto de ser um instrumento financeiro de curto prazo (até 12 meses), sendo que não existem limites mínimos, nem máximos para a sua emissão. O papel comercial não é geralmente usado para financiar investimentos de longo prazo mas sim para cobrir necessidades de curto prazo, por exemplo, decorrentes de flutuações de existências ou por necessidades de fundo de maneio.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Seguro de Crédito

Seed

Capital de Risco

 

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Agenda

Eventos na área do Empreendedorismo

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais