Mitos que o impedem de mudar de carreira


É fácil encontrar-se numa situação em que percebe ter tomado uma decisão menos acertada quanto à sua carreira. Ou talvez não tenha tido opção no passado, estando agora num cargo ou numa empresa com a qual não se identifica. Para além disso, vários mitos impedem-no, consciente ou inconscientemente, de procurar alternativas que o tornem mais bem sucedido a nível profissional e realizado a nível pessoal. Venha descobrir quais os mitos que podem estar a prejudicá-lo e mude o seu futuro.


Só há uma maneira de mudar de carreira

Largar tudo e começar de novo. Este mito é o responsável pelo fracasso de muitos profissionais e deve evitar tomar medidas tão drásticas. Mudar de carreira é sempre um processo doloroso, lento e muito pessoal mas existem formas delicadas de o fazer que não o prejudiquem. Já pensou em abrir um negócio a par com o seu atual trabalho? Ou lançar-se como freelancer? Comece pelo início sem nunca abandonar completamente o que está a fazer hoje e veja o seu projeto crescer em algo capaz de o sustentar.


Tem de planear tudo antes de começar

Claro que um plano de negócios, objetivos para o futuro, é necessário, mas não é verdade que este tem de determinar todos os seus passos a longo prazo. Se tem uma ideia para um projeto e uma forma de o fazer avançar, comece por aí. Quando estiver lançado terá tempo e disponibilidade para o adaptar às dificuldades que forem aparecendo e aos imprevistos que nunca tardam.


Só os ricos é que mudam de carreira

Ter dinheiro ajuda mas também possuir uma poupança ou arranjar um parceiro de negócio. Aliás, várias empresas começaram sem qualquer financiamento prévio, alimentando-se de investimentos por parte de familiares ou clientes que têm interesse em adquirir o seu produto antes mesmo de este ter sido lançado. E lembre-se, pode igualmente apostar no crowdfunding.


É preciso ter um grau universitário para mudar de carreira

Mais do que um grau académico, a sua experiência profissional tem bastante peso em qualquer outra função que deseje executar. Nenhum curso o prepara para os imprevistos da vida mas os anos que passou em determinado cargo muniram-no da informação que realmente precisa. Em todo o caso, se optar por regressar à escola, existem vários cursos, universitários ou não, com horários pós-laborais ou programas especiais para quem trabalha, os chamados estudantes-trabalhadores - com as novas tecnologias, há cursos que inclusivamente lhe permitem estar presente via Skype.


Se o projeto falhar, arruína a sua vida por um sonho

Se seguir os passos corretos, a sua fonte de rendimento estará sempre algo salvaguardada. Ou, em último caso, toda a experiência que adquiriu com o seu novo projeto poderá ser transportada para um novo cargo, sob outra empresa, por exemplo. Mesmo que regresse a algo que não o satisfaz, terá tido a oportunidade de tentar e perceber o que falhou. Quem sabe, terá aprendido o suficiente para voltar a tentar no futuro.


Como se costuma dizer, a vida é curta, e se tem a oportunidade de tentar algo que o realiza pessoalmente deve tentar ao máximo aproveitar enquanto pode. Seja numa nova empresa ou num novo cargo, utilize tudo o que aprendeu e use-o a seu favor. Planeie os próximos passos e não tenha medo de fracassar.


ARTIGOS RELACIONADOS:

Como trabalhar enquanto viaja pelo mundo - o Nomad Digital

Como construir uma carreira enquanto Nómada Digital

Como gerir uma empresa de nómadas digitais


Casos de sucesso

Empreendedores de sucesso explicam como nasceram os seus negócios

Saber mais

Guias Práticos

Ideias e guias sobre tudo o que precisa de saber para criar um negócio

Saber mais

Guias Fiscais

Datas de entregas de documentos e obrigações de pagamento de impostos

Saber mais

Notícias e Eventos

Últimas novidades sobre o universo do Empreendedorismo

Saber mais